Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Dólar em alta faz BC elevar projeções para inflação


A estimativa de inflação para este ano subiu, segundo o Relatório de Inflação divulgado ontem (27) pelo Banco Central (BC), na internet. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 4,2%, em junho, para os atuais 4,4%. Essa é a projeção elaborada com base em perspectiva do mercado financeiro para a taxa de juros (6,5% ao ano) e para o dólar (R$ 4,15 no fim de 2018).

A estimativa ficou bem próxima do centro da meta de inflação, que é 4,5% este ano. Para 2019, o centro da meta é 4,25% e para 2020, 4%. O intervalo de tolerância é de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2019, a projeção para o IPCA passou de 4,1% para 4,5%. A estimativa para 2020 passou de 4,1% para 4,2%. E para 2021, a projeção é 4,2%.

Segundo o BC, a elevação das projeções de inflação foi motivada pela alta do dólar. “O principal fator de elevação das projeções em relação ao Relatório de Inflação de junho foi a depreciação cambial ocorrida no terceiro trimestre de 2018, quando a taxa de câmbio passou de uma média de R$ 3,61 no segundo trimestre para valores na casa de R$ 4,15”, diz o BC.

De acordo com o BC, também contribui para a elevação das estimativas a alta de preços administrados, como energia elétrica e combustíveis. “Por outro lado, fatores importantes contribuem para mitigar os efeitos da depreciação cambial [alta do dólar] e trazer a inflação para trajetória de queda, como a ancoragem das expectativas de inflação, o alto nível de ociosidade dos fatores de produção, a trajetória mais lenta de recuperação da atividade econômica e a própria diminuição dos efeitos da depreciação cambial ao longo do tempo”, diz o BC, no relatório.

Outros cenários
O BC também elabora projeções com base em outros cenários. No caso de a Selic seguir as expectativas de mercado e o câmbio permanecer em R$ 4,15, o IPCA ficará em 4,4% neste ano e em 2019, depois recua para 3,8% em 2020 e para 3,7%, em 2021. No cenário com Selic constante em 6,5% e taxa de câmbio de mercado, a inflação vai ficar em 4,1%, neste ano e em 2019, cai para 4% em 2020 e sobe para 4,3%, em 2021.

As expectativas do mercado para o dólar usada nesses cenários foram: R$3,83 no final de 2018, R$3,75 no fim 2019, R$3,70 no final de 2020 e R$3,80 no encerramento de 2021. No caso da Selic, a estimativa para os finais dos períodos são: 6,5% em 2018; 8% em 2019; 8,13% em 2020 e 8% em 2021. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm