Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Michel Temer não tem pressa em escolher novo líder no Senado


O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje (28) que o presidente Michel Temer não tem pressa em escolher o nome do novo líder do governo no Senado que vai substituir Romero Jucá (MDB-RR). Segundo Padilha, a decisão será tomada no momento necessário. Ontem (27), Jucá anunciou sua saída da liderança.

Na avaliação de Padilha, a saída de Jucá “é uma perda”, mas é compreensível que ele tenho tido que fazer uma opção entre ficar como líder do governo ou ficar como líder daqueles que lhe deram o mandato de senador, se referindo à população de Roraima. O estado enfrenta dificuldades com o grande número de imigrantes venezuelanos que chegaram ao Brasil fugindo da crise no país vizinho.

“Temos que compreender a situação dele lá no seu estado. A população do estado está pregando uma posição diferente daquilo que a gente tem adotado. Estamos adotando aquilo que legalmente entendemos que seja o necessário e ele teve que fazer uma opção entre ficar como líder do governo ou ficar como líder daqueles que lhe deram o mandato de senador e preferiu ficar como líder daqueles que lhe deram o mandato. Compreensível”, disse Padilha em entrevista a jornalistas, após cerimônia no Palácio do Planalto.

Sobre a escolha de um novo nome, Padilha disse que quando o Senado retomar as atividades regulares o presidente Temer já terá escolhido o novo líder. Questionado se estaria descartada a permanência do vice-líder, Fernando Bezerra (MDB-PE), no posto, o ministro respondeu que não, mas que Temer ainda não fez a escolha: “Não significa dizer que não fica o vice-líder. Pode ficar o vice-líder. Mas o presidente ainda não escolheu. Ele vai escolher no momento em que seja o necessário”.

Saída da liderança
Ontem (27), o senador Romero Jucá (MDB-RR) anunciou a saída da liderança do governo no Senado, após desentendimentos com o Palácio do Planalto sobre as respostas que o governo federal tem dado à crise de Roraima com a entrada de imigrantes venezuelanos. Jucá avalia que o governo deveria fechar temporariamente a fronteira do estado com a Venezuela, por onde entram os imigrantes do país vizinho.

O objetivo, segundo ele, seria evitar que Roraima entrasse em “colapso”. O presidente Michel Temer e ministros, no entanto, vem declarando que não tem a intenção de limitar a entrada dos venezuelanos no país por questões humanitárias e também em função de acordos internacionais dos quais é signatário. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm