Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Ninguém aguenta mais aumento de combustível, diz presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte


As manifestações dos caminhoneiros continuam em 24 estados e no Distrito Federal. A categoria que transporte o país está demonstrando a insatisfação com as constantes altas no preço dos combustíveis.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O grande problema é que os custos só aumentam e o valor do frete continua estacionado. A conta só fecha no vermelho e até mesmo as empresas de transporte estão sofrendo com a nova política de preços da Petrobras.

A maior empresa estatal brasileira foi mal administrada nos últimos anos e registrou bilhões de prejuízos em projetos faraônicos que não deram lucros e a roubalheira oriunda da corrupção que ficou sistêmica.

Como sempre o cidadão é quem paga a conta pelos desmandos do atual governo. A turbulência foi tamanha que a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) sofreu um processo de impeachment e deixou o cargo.

O presidente Michel Temer (MDB) e seu governo tampão está cumprindo o mandato até dezembro deste ano. Porém, o sistema continua penalizando os contribuintes e as empresas e os cidadãos continuam insatisfeitos.

Só este ano os preços dos combustíveis subiram assustadoramente. Vale ressaltar que a maior parte do valor final do produto é formada por impostos federais e estaduais. A União e o Estado tem uma fome voraz de arrecadação.

Pela nova política da Petrobras em julho do ano passado, os valores dos combustíveis sofrem alterações quase diariamente devido a cotação internacional do barril de petróleo e a variação cambial. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), em apenas um mês o litro do óleo diesel nas bombas subiu de R$ 3,42 para R$ 3,59.

Na segunda-feira, 21 de maio, os caminhoneiros de todo o Brasil iniciaram uma greve geral para pressionar a classe política. O movimento surgiu depois que os combustíveis sofreram um novo reajuste.

Francisco Ferreira Borges, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Pará de Minas, afirma que desta vez o movimento está agindo corretamente, parando nos pátios dos combustíveis e não provocando transtornos em rodovias:


Francisco Ferreira Borges
grevefranciscoferreiraborges1

A carga tributária é muito alta e a classe política não corresponde aos anseios da população com serviços públicos de qualidade e estradas em bom estado de conservação. Os caminhoneiros exigem mais respeito e a situação está ficando insustentável:

Francisco Ferreira Borges
grevefranciscoferreiraborges2

Os combustíveis já praticamente acabaram nas bombas e os resultados na economia serão devastadores. Porém, as manifestações precisam ser feitas para que o governo tome medidas para melhorar a situação do país:

Francisco Ferreira Borges
grevefranciscoferreiraborges3

A Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCAM) participará de uma reunião nesta quarta-feira (23) com o ministro dos Transportes, Valter Casemiro, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun e com o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Mário Rodrigues.

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm