Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Ex-presidente da Catalunha pede encontro e Rajoy recusa

Antonio Cruz/Agência Brasil

Carles Puigdemont, ex-presidente da Catalunha, sugeriu hoje (22) um encontro com o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, após ser conhecido o resultado das eleições regionais, que teve maioria separatista. Rajoy, em entrevista coletiva, recusou-se a ter um encontro com Puigdemont e afirmou que, se “tem alguém com quem ele deve conversar agora, é com Inés Arrimada”, a candidata mais votada e jovem liderança do partido Ciudadanos, que é contra a independência.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Nas eleições de ontem, os separatistas conseguiram conquistar 70 dos 135 assentos no Parlamento catalão, obtendo assim a maioria absoluta. O partido de Puigdemont, Juntsxcat (Juntos pela Catalunha), foi o segundo mais votado e obteve 34 assentos. O Ciudadanos foi o que obteve maior número de assentos (37), mas não conseguiu fazer maioria e não poderá indicar o novo presidente.

O bloco separatista é formado pelo Juntsxcat, somado à ERC (Esquerda Republicana da Catalunha), que obteve 32 assentos e o partido de extrema-esquerda, CUP (Candidatura de Unidade Popular), com 4 assentos.

Com o resultado das eleições de ontem, a crise na Catalunha está longe do fim. Apesar de ter maioria, o bloco separatista conta com oito políticos eleitos presos. Entre eles, Puigdemont, que deve ser o indicado para reassumir a presidência da região mas está autoexilado na Bélgica desde o início de novembro, quando o governo central espanhol ativou o Artigo 155 da Constituição e a Justiça pediu a prisão cautelar dos envolvidos no processo de independência. Puigdemont será preso caso volte à Espanha.

“Monarquia do Artigo 155”
Hoje pela manhã, ele afirmou que a “república catalã derrotou a monarquia do artigo 155”, fazendo referência à intervenção do governo central espanhol na região. Ele disse ainda que o governo espanhol deveria renunciar à via unilateral que veio praticando até o momento. “Com uma participação histórica, ganhamos o direito a sermos escutados. Não peço nada impossível”, afirmou.

A votação de ontem teve participação de 82% da população, com mais de 2 milhões de votos a favor do separatismo.

Mariano Rajoy, em entrevista coletiva na tarde de hoje (22), afirmou que confia que a Catalunha iniciará uma nova etapa, baseada no diálogo e não no enfrentamento. “A fratura que existe na Catalunha levará tempo para se recompor e essa reconciliação deve ser a primeira tarefa de quem governa. Aos cidadãos da Catalunha afirmo que farei um esforço para dialogar com o governo que assuma, mas espero que abandonem as decisões unilaterais e não se coloquem acima da lei”. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm