Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Diretores dizem que projeto anunciado pelo prefeito para Olho Vivo não tem aval ASCIPAM. CDL cobra dos vereadores


Há muitos anos que a população de Pará de Minas ouve promessas, principalmente nos períodos de campanhas eleitorais, sobre a implantação do sistema Olho Vivo na cidade. O videomonitoramento já é uma realidade em outras cidades da região como Nova Serrana e Mateus Leme.

A proposta foi elaborada pela diretoria anterior da Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM), atendendo a demanda dos empresários em relação ao combate a criminalidade.

A ferramenta moderna seria um grande aliado da Polícia Miliar na identificação de criminosos. Além disso, as câmeras instaladas em pontos estratégicos seriam um meio de inibir os infratores.

Esta semana o prefeito Elias Diniz (PSD) surpreendeu a todos com o anúncio da assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica entre o município e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Nesta fase inicial o projeto contempla o sistema de monitoramento por meio de câmeras, chamado Olho Vivo. Inicialmente serão instaladas 35 câmeras em diferentes pontos estratégicos da cidade e de alguns distritos.

A comunicação será feita de forma rápida, através de uma moderna rede de internet de fibra ótica. As informações estarão disponíveis para a Guarda Municipal e a Polícia Militar.

O município investirá R$ 890 mil e o governo federal entrará com R$ 700 mil e a expectativa é de que Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM) apoie a iniciativa com R$ 800 mil, totalizando R$2.390.000,00.

Elias Diniz (PSD) informou ainda que que no próximo ano será realizada a licitação para escolha da empresa que executará o projeto da Cidade Digital. O novo sistema passará por três fases e o custo final poderá chegar a R$16 milhões. Parte desses recursos virá do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A informação assustou José Misael de Almeida, presidente da ASCIPAM. Segundo ele, a Polícia Militar e as entidades que representam os empresários não participaram de nenhuma reunião com o prefeito para tratar desse assunto:


José Misael de Almeida
projetoolhovivojosemisael1

Deixa claro que a ASCIPAM nunca prometeu um aporte financeiro de R$ 800 mil para o projeto Cidade Digital da prefeitura. Também relembrou a promessa não cumprida pela gestão Elias Diniz que perdeu recursos para executar o projeto de revitalização da rua Benedito Valadares:

José Misael de Almeida
projetoolhovivojosemisael2

O vice-presidente da ASCIPAM, Evander Costa, disse que todas as instituições paraminenses estão comprometidas com investimentos na segurança pública do município. Para ele a declaração do prefeito de que a ASCIPAM assumiria um compromisso de ajudar com R$ 800 mil foi infeliz:


Evander Costa
projetoolhovivoevandercosta

Nilton Ferreira de Oliveira, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Pará de Minas, (CDL), disse que a instituição está pronta para apoiar o Olho Vivo. Porém, é importante que todos os parceiros caminhem juntos. Inclusive ele cobra da Câmara Municipal de Pará de Minas a devolução de dinheiro para o município aplicar neste projeto:


Nilton Ferreira de Oliveira
projetoolhovivoniltonferreiraoliveira

A Cidade Digital será integrada e com isso a comunicação da prefeitura com todos os seus aparelhos públicos ocorrerá por meio da fibra ótica. Todos os pontos de acesso nos órgãos já foram definidos.

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm