Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Príncipe japonês propõe união para solucionar problemas relacionados à água

Alan Santos/PR

O príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, participou na segunda (19) do 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília. Em seu discurso, ele defendeu a união de vários setores para a resolução de problemas relacionados à água.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“Por isso, chamo as as pessoas do setor da água a se aproximarem de forma proativa e conduzirem diálogos com as partes interessadas de desafios maiores como gênero, educação, refugiados e migração e pobreza”, disse.

Ele citou experiências de comunidades antigas de seu país na divisão e solução de conflitos da água e defendeu que a água é o fundamento da prosperidade nacional e regional.

“A água é um pré-requisito para que as comunidades de pessoas vivam e pacificamente. Mulheres, crianças, idosos, pessoas com deficiência e outras pessoas socialmente vulneráveis sofrem mais por desastres relacionados à água, às secas, bem como instabilidade regional. A comunidade internacional precisa dar prioridade à provisão sustentável de água e saneamento, mesmo em situações de emergência”, defendeu.

Investimentos
O representante da Organização das Nações Unidas (ONU), Han Seun-soo, disse que os investimentos globais para os desastres relacionados à agua devem ser dobrados globalmente nos próximos cinco anos. Segundo ele, a ONU deve realizar reuniões sobre a gestão da água durante a semana de abertura da Assembleia Geral, provavelmente em 2019, onde todos os chefes de Estado vão apresentar suas ações para a a defesa global relacionada à água.

Seun-soo afirmou que os desastres relacionados à água contabilizam 90% de todos os casos em termos de número de pessoas afetadas. “Água é vida, mas água também pode ser uma ameaça”, disse. Para ele, os países precisam reverter o foco da gestão do desastre, de uma resposta reativa para algo mais preventivo.

O ministro dos Recursos Naturais de Myanmar, Ohn Winn, disse que o país também sofre com desastres relacionados à água, como enchentes, secas, tsunamis e ciclones, e adotou uma forma holística de gerir a água. O Comitê Nacional de Recursos Hídricos, estabelecido em 2013, adotou ações para promover uma política hídrica nacional e estratégia para o combate aos efeitos das mudanças climáticas. “Nosso trabalho principal é a integração, não apenas em nível nacional, mas regional e global”, disse, lembrando que o país recebe apoio do Banco Mundial. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm