Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Passe livre para alunos das redes federal e municipal é aprovado na Alerj

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quinta (14) projeto de lei que garante a manutenção do passe livre nos transportes intermunicipais aos alunos das redes públicas municipal e federal de ensino. A medida ainda depende da sanção do governador Luiz Fernando Pezão, que deverá se manifestar em até 15 dias úteis. Se não for vetada, a gratuidade obrigatoriamente beneficiará estudantes do ensino fundamental e médio e será válida para barcas, metrô, trem e linhas de ônibus administradas pelo governo estadual.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O Projeto de Lei 2.768/2017 foi assinado por 38 deputados e envolve modificações na Lei Estadual 4.510/2005, que disciplina o passe-livre. A proposta surgiu diante da decisão da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) de suspender o benefício a partir de 1º de janeiro de 2018 para estudantes de escolas municipais e federais. A decisão afetaria cerca de 27 mil alunos.

Para justificar a medida, a pasta apresentou uma interpretação de Lei Estadual 4.510/2005 segundo a qual é assegurada a gratuidade nos transportes intermunicipais apenas para os matriculados na rede pública estadual e para pessoas com deficiência. Com a suspensão do benefício para parte dos estudantes, o governo estadual esperava reduzir a quantia repassada como subsídio às empresas de transporte para garantir o passe livre.

O deputado Waldeck Carneiro (PT), integrante da Comissão de Educação da Alerj e um dos signatários da proposta, classificou a votação como um avanço, mas defendeu que o passe livre seja estendido.

“Não estamos discutindo acesso à transporte. Estamos discutindo direito à educação. É disso que se trata. Porque é preciso garantir não apenas o ir e vir, é preciso ir mais longe. A formação destes estudantes não se dá apenas no ambiente da sala de aula. A escola é indispensável. Mas eles precisam também se apropriar da cidade. Se apropriar da cultura, do esporte, dos movimentos sociais, enfim, de tudo o que faz parte do processo formativo. Então, o passe deveria permitir que eles pudessem transitar livremente pela cidade, inclusive aos finais de semana”, disse Carneiro.

Segundo o projeto de lei aprovado, os institutos federais deverão controlar periodicamente as listas de alunos beneficiários. Além disso, a norma permite que o governo estadual busque junto ao Ministério da Educação uma forma de ressarcir os gastos com o transporte desses alunos.

Durante a sessão, as galerias do plenário foram ocupadas por estudantes. Foram erguidas bandeiras de diversas entidades estudantis. Mesmo que Pezão vete o Projeto de Lei, dificilmente a gratuidade para os alunos da redes públicas municipal e federal de ensino seria suspensa a partir de 1º de janeiro. Isso porque a Defensoria Pública obteve uma liminar, que ainda está em vigor, suspendendo a decisão da Seeduc. A Agência Brasil tentou contato com a secretaria, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm