Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

WorkShow opera filial no Nordeste em parceria

Os sócios-diretores da WorkShow Nordeste: Erberth Santos, Fernando Parente, Toninho Santos, Wander Oliveira, Douglas Santos, Eugênio Parente e Filipe Risse

Uma das principais empresas do show business nacional, a goiana WorkShow está no mercado há doze anos. Atualmente, responde pela carreira de nomes como Henrique & Juliano, Maiara & Maraisa, Marilia Mendonça e Zé Neto & Cristiano. E está associada a dois importantes festivais de música – o Festeja, em parceria com a Som Livre, e o Skuta, lançado neste ano. Em julho último, Wander Oliveira, fundador da empresa, e membros de sua diretoria estiveram em Fortaleza para inaugurar uma filial do escritório, em parceria com quatro empresários cearenses com bastante know-how em produção de eventos e agenciamento artístico – Douglas Santos, Eberth Santos, Eugênio Parente e Fernando Parente, sócios na D&E Entretenimento, empresa que desde 2014 já vem trabalhando com a WorkShow na produção dos shows e festivais que o escritório goiano realiza no Ceará. Na entrevista a seguir, Eberth Santos fala do convite para a sociedade e das atribuições da WorkShow Nordeste. Confira:

Show Business + Sucesso! – Como nasceu essa sociedade com o pessoal de Goiânia para a criação da WorkShow Nordeste?
Eberth Santos – Somos parceiros desde 2014, fazendo produção local dos shows dos artistas da WorkShow e das edições do Festeja em Fortaleza. Em maio de 2017, co-produzimos, no Estádio Castelão, aquela que se tornaria a segunda maior edição do Festeja em termos de público (56 mil pessoas contra 60 mil da edição de Belo Horizonte). O Wander Oliveira, o Filipe Risse e o pessoal da WorkShow, que já vinham acompanhando nosso trabalho também em outros eventos que a 7tons (que integra o grupo D&E) realiza, nos convidou para a sociedade na filial que abririam no nordeste. Eles diziam que precisavam de sócios identificados com o jeito de atuar da WorkShow.

Quais seriam essas características positivas identificadas com o escritório de Goiânia?
Eu acho que nossa maior virtude é o acabamento, é a preocupação com os detalhes. Esse é o grande diferencial tanto meu quanto dos meus sócios. Nosso mercado ficou muito profissional, então é preciso estar antenado a todas as áreas, seja vendas, promoção, contabilidade e produção propriamente dita. Somos muito criteriosos, procuramos realizar tudo dentro dos prazos e dentro do combinado. Temos equipe própria para todas as tarefas e isso é uma garantia quando alguém pensa em você como sócio.

Vocês tem “voz” dentro da sociedade ou apenas trabalham a partir de decisões tomadas em Goiânia?
Negativo. Eles fecharam conosco justamente porque precisavam de gente experiente, conhecedora da região e dos eventos nela realizados, para opinar e ajudar na tomada de decisões. Por exemplo, todos os shows no Nordeste agora são fechados pelo escritório de Fortaleza, após análise do nosso pessoal. Às vezes não é só o cachê que conta. É preciso que aquele evento agregue de alguma maneira ao artista. Mais que isso: o artista não pode ter o nome maculado ou ser depreciado por ter participado de determinado evento. Nossa função é filtrar isso, porque estamos mais próximos fisicamente e porque conhecemos de perto o mercado na região.

Que outras funções vocês terão, enquanto sócios?
Estamos coordenando todas as ações promocionais envolvendo os artistas da WorkShow no nordeste. Por exemplo, se Maiara & Maraisa fechar um show em Sobral, a gente desloca uma equipe com vans adesivadas para fazer promoção nas ruas e praças da cidade. Temos ainda a coordenação de divulgadores de rádio, assessoria de imprensa e equipe que trabalha junto às redes sociais para promover as carreiras dos artistas nesta região do país. Claro, mantendo o exemplo citado, na época do show deslocamos dois produtores para auxiliar a equipe de Goiânia em checagem de estrutura, logística etc. E participamos do fechamento, se se tratar de show bancado.

Como acontecem as discussões com a matriz? Via conference call?
A gente fala diariamente com os diretores e profissionais de Goiânia envolvidos nas ações que estamos tocando. E a cada 15 dias, nos reunimos pessoalmente com os diretores para fazer um balanço do que foi realizado e para discutir ações para a próxima quinzena.

No que o escritório de Fortaleza está trabalhando para os próximos meses?
Temos vários shows e eventos pela frente em parceria. Um deles é o Jogado às traças, evento temático open bar, com o Zé Neto & Cristiano. Faremos uma edição no dia 10 de outubro no Marina Park (Fortaleza), com a participação de Dorgival Dantas. E estamos planejando levar esta festa a outras cidades. Também estamos produzindo os shows de revéillon no Aqua Ville Resort (na praia do Beach Park), com Henrique & Juliano, Leo Santana e Aviões, e no Marina Park, cuja atração principal será Marilia Mendonça. Mais: estamos negociando e produzindo muitos shows para o carnaval do ano que vem. Na folia de Recife, teremos os camarotes de Henrique & Juliano e Marilia Mendonça. Já Zé Neto & Cristiano estarão na festa de Boa Viagem, também na capital pernambucana.

Vocês também vão funcionar como “descobridores” de talentos na região?
Essa não é a função básica minha e de meus sócios na parceria com a WorkShow. Mas claro que se houver algum artista em ascensão, vamos tentar trazê-lo para o cast do escritório, já que este artista, com o apoio da estrutura da matriz, com certeza terá a carreira potencializada e poderá logo se tornar um nome nacional. Acho que este trabalho de contato envolvendo talentos virá mais a médio e longo prazos.

Você costuma incluir DJs nos eventos que organiza?
Particularmente, acho que houve uma supervalorização deste tipo de artista. Nos eventos populares, o DJ é a cereja do bolo, não a atração principal. Então, acho que este tipo de artista deve entrar no line-up mas sem comprometer o custo do evento. É preciso estar dentro de uma lógica financeira. Agora, se se tratar de atração fora de série, de um artista de música eletrônica que agregará muito público à festa, aí tudo bem, o cachê alto se justifica.

A D&E continua com suas empresas operando, certo?
Claro, independente desta sociedade com o Wander, nossas empresas estão atuando normalmente. Temos a 100FM e a 7tons, que organiza várias festas. Em agosto, fizemos o Festival Samba Brasil, em Fortaleza, e em setembro o Prainha da Claudinha (Leitte), em Canoa Quebrada. E também representamos com exclusividade alguns artistas no Nordeste, como Nando Reis, Natiruts, Thiaguinho e Hungria. Com Portal Sucesso

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm