Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Temer alerta que é preciso tomar cuidado para não retroceder e preservar a democracia. Assista

Reprodução

No aniversário de 30 anos da Constituição Federal, o presidente Michel Temer (MDB) afirmou ontem (4), em entrevista exclusiva à NBR, que é necessário preservar a democracia e impedir retrocessos. Ele ressaltou que a “âncora da democracia é a soberania popular. A autoridade é o povo”.

“O que nós precisamos tomar cuidado é para não retroceder, não regredir, não voltar atrás. Nenhum retrocesso é permitido. Acho que temos essa democracia muito solidificada e, claro, comporta eventuais melhorias, mas isso é o tempo que vai dizer, porque 30 anos são quase nada para uma Constituição.”

Na entrevista exclusiva à NBR, o presidente lembrou em detalhes o que viveu como deputado federal constituinte em 1988. Também destacou que a a democracia brasileira é consistente porque se sustenta na “liberdade absoluta” e na “autonomia entre os poderes”, além da soberania popular.

“Você veja a liberdade absoluta que as instituições todas têm”, disse.

Eleições
O presidente aproveitou a entrevista para destacar a importância das eleições e do voto. “No dia 7 de outubro, nós vamos ter a manifestação daquele que é dono do poder [o povo]”, disse.

“Não deixe de lutar. Ao dar seu voto, você está dando uma procuração para cuidar da sua grande casa, que é seu país, isso a Constituição brasileira assegurou.”

Segundo Temer, o fato de a Constituição garantir a liberdade de expressão e política, incluindo o voto, indica que ela cumpre sua tarefa maior.

Memória
Ao relembrar o período da Assembleia Constituinte, Temer se emocionou. Ele disse que, na época, pensou: “Vou participar de um momento que vai ficar na história”.

O presidente ressaltou que há 30 anos, discutir alguns temas “não era fácil” e em busca do consenso, todos se sacrificaram trabalhando incansavelmente. “Um ano e meio que se trabalhava dia e noite, inclusive nos fins de semana.”

Ao destacar o legado da Constituição, Temer foi categórico: seu perfil cidadão. “Foi um trabalho que participou toda a sociedade. Quando se fala em Constituição Cidadã é porque ela trouxe para seu escrito as tendências da sua sociedade, acabou abrigando todos os setores da sociedade.”

Desafios
Questionado sobre o fim do governo e os desafios para o sucessor, o presidente ressaltou a necessidade de buscar promover as reformas constitucionais e o esforço para o controle dos gastos públicos. Segundo ele, a prioridade deve ser a reforma da Previdência por causa do déficit público.

Segundo Temer, heverá “um momento em que aquilo você arrecada será o que você gasta”. De acordo com ele, o teto de gastos públicos atualmente está em R$ 139 bilhões para 2019. “O deficit público está diminuindo.”

O presidente lembrou que as estatais foram moralizadas e passaram a ter lucro e receita. Também recordou que dobrou o número de áreas protegidas no meio ambiente. Mencionou ainda a busca pela simplificação tributária.

“São tarefas que um governo, com toda franqueza, vai encontrar um terreno asfaltado porque nós fizemos foi asfaltar o terreno: melhor a economia, inflação baixa e juros para que o novo governo possa pegar um país arrumado e seguir adiante.”

Assista

Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm