Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Alvaro Dias quer mudar política de reajuste do salário mínimo

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O candidato do Podemos à Presidência da República, Alvaro Dias, defendeu uma mudança na política de reajuste do salário mínimo e sua desvinculação dos benefícios da Previdência Social. “[Salário mínimo] Vinculado ao crescimento do Produto Interno Bruto [PIB] e descolando as demais despesas públicas do salário mínimo. O salário mínimo não pode ser a referência para as outras despesas públicas”, disse o candidato.

Para Dias, o salário mínimo tem de estar vinculado ao crescimento econômico do país para recuperar o poder de compra dos trabalhadores. A proposta do candidato não inclui no cálculo da correção do mínimo a variação da inflação, como ocorre atualmente.

Seu programa de governo prevê o aumento dos investimentos para 22% do PIB em 2022, o que deverá elevar o crescimento do país para, em média, 5% ao ano e gerar 10 milhões de empregos. O presidenciável disse ainda que vai manter o Bolsa Família, mas propõe a criação de um programa de formação profissional dos beneficiários para que eles consigam emprego com carteira assinada. “O Bolsa Família tem de ser entendido como investimento e não como despesa, mas não podemos mais admitir o roubo no Bolsa Família”, afirmou.

Dias foi o sexto presidenciável entrevistado pelos veículos da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). As entrevistas são transmitidas ao vivo, a partir das 17h30, pela TV Brasil, Rádio Nacional, Portal EBC e Agência Brasil. A entrevista também é disponibilizada no perfil da TV Brasil no twitter (@TVBrasil) e no Youtube, no canal da TV Brasil.

As entrevistas têm duração de 45 minutos, divididos em três blocos, com a participação de profissionais da Agência Brasil, TV Brasil e Rádio Nacional. No entanto, a entrevista de Dias foi menor que a dos candidatos anteriores, porque ele chegou às 17h43 à sede da EBC, em Brasília. Participaram da entrevista a âncora Roseann Kennedy e os jornalistas Mara Bergamaschi (Agência Brasil), Valter Lima (Rádio Nacional) e Pedro Pontes (TV Brasil).

O objetivo é mostrar à população as propostas e ideias de todos os candidatos, enriquecendo o debate sobre os grandes temas nacionais. A ordem das entrevistas foi definida por sorteio, em reunião na sede da EBC, com a participação de assessores dos candidatos à Presidência.

Segurança
O candidato disse que adotará “tolerância zero” em relação à corrupção, começando pela segurança na área de fronteira. Defendeu mais financiamentos e capacitação com integração do Exército e das polícias. Se eleito, ele instituirá uma Frente Latino-Americana de Combate ao Crime, com armamento pesado para policiais.

Progressão de Pena e Saidões
Alvaro Dias disse que é preciso aprimorar a legislação, pois os presídios são “escolas de crime”. Ele propôs tratamento diferenciado para quem é condenado pela prática de crimes violentos, quem devem ter seus casos julgados por tribunais especiais. Segundo ele, a medida vai reduzir o impacto nas penitenciárias. O candidato também defendeu o fim dos saidões e disse que convidou juristas conhecidos para auxiliá-lo no aprimoramento da legislação.

Descriminalização das drogas
Alvaro Dias disse que, se eleito, não vai descriminalizar as drogas e nem colocar o assunto para debate da população, na forma de plebiscito ou consulta pública. Segundo ele, é preciso combater todas as etapas, desde a produção ao tráfico de drogas.

SUS
O candidato disse que há falta honestidade no gerenciamento de recursos e na execução dos programas de saúde pública. Alvaro Dias defendeu a criação uma nova carreira, típica de Estado, que será o “médico federal” para substituir o programa Mais Médicos. Ele disse que cabe à União oferecer a orientação técnica para os estados e municípios. Alvaro Dias descartou a possibilidade de recriar a CPMF, o chamado imposto do cheque, para financiar a saúde pública do país. Segundo ele, o Brasil aplica mais em saúde do que muitos países, mas há um problema de “incapacidade de gestão” e “desonestidade”.

Bolsas Família
O candidato do Podemos disse que o Bolsa Família tem de ser visto como investimento e não como despesa, mas criticou o pagamento indevido do benefício, que classificou com “desvios” e “roubo”. Para ele, o Bolsa Família deve ser encarado como uma preparação para a inserção no mercado de trabalho. “Assinada a carteira de trabalho, o trabalhador não voltará ao Bolsa Família, pois poderá exercer a cidadania.”

Cotas
O candidato do Podemos disse que investir em educação reduz vários índices negativos, como a criminalidade. Ele defendeu a manutenção das cotas sociais e disse que é essencial valorizar o ensino fundamental. Para ele, é preciso discutir que “escola nós queremos”.

Salário Mínimo
Alvaro Dias disse que o salário mínimo não pode ser a referência para outras despesas públicas. Pela proposta do candidato, se eleito, o reajuste do mínimo será feito com base no crescimento econômico e não na inflação.

Empregos
Se eleito, o candidato afirma que vai criar 10 milhões de empregos em quatro anos. Para isso, diz que o Brasil terá de crescer 5% ao ano a partir de um pacto suprapartidário de governabilidade, descolando o setor privado do público. Para ele, As desigualdades sociais são decorrentes das desigualdades de oportunidades.

Previdência
A reforma da Previdência proposta por ele considera uma conta individualizada e captalizada de modo que o contribuinte possa depositar mais do que a lei determina para garantir uma aposentadoria maior do que é definido atualmente. Haverá ainda, segundo ele, um fundo de recursos.

Corrupção
Alvaro Dias sugere um rompimento com o sistema atual. De acordo com ele, se a mudança não for levada adiante a corrupção continuará.

Assista a entrevista

Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm