Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Carmélia Cândida

  • Uma noite na boemia – Para se embriagar

    Uma noite na boemia – Para se embriagar

    Por Carmélia Cândida A poesia me fascina. A poesia que há em uma música, em um poema, filme, numa im...

  • Raminhos à porta

    Por Carmélia Cândida Minha mãe, no tempo em que era possível visitar uma pessoa sem telefonar antes,...

  • O azul dos olhos dela

    O azul dos olhos dela

    Por Carmélia Cândida Sentada na cadeira de descanso em seu quarto, segurando um espelho, olhava seu ...

  • Enquanto é tempo

    Por Carmélia Cândida É interessante como uma mesma coisa pode ter efeitos diversos em nós em momento...

  • De coração

    Por Carmélia Cândida A escritora Martha Medeiros tem uma crônica em que diz que a gente nunca sabe d...

Uma noite na boemia – Para se embriagar

Por Carmélia Cândida A poesia me fascina. A poesia que há em uma música, em um poema, filme, numa imagem, num momento, num olhar… Enfim, a poesia que há na vida, no mundo, que existe independentemente de vivermos em meio a caos, dificuldades, injustiças. Gosto tanto de ler como de ouvir ou dizer poemas que me tocam. É um prazer ...

Leia Mais »

Raminhos à porta

Por Carmélia Cândida Minha mãe, no tempo em que era possível visitar uma pessoa sem telefonar antes, tinha o hábito antigo de, não encontrando ninguém em casa, deixar um pequeno ramo ou uma flor, geralmente colhidos no próprio jardim ou nas proximidades da residência, preso à fechadura da porta. Era um jeito de dizer “você recebeu visita enquanto estava fora”. ...

Leia Mais »

O azul dos olhos dela

Por Carmélia Cândida Sentada na cadeira de descanso em seu quarto, segurando um espelho, olhava seu rosto. Passava a mão sobre a pele, olhava as pálpebras caídas, as rugas. Lembrou-se dos versos de Cecília Meireles: Eu não tinha este rosto de hoje / assim calmo, assim triste, assim magro / nem estes olhos tão vazios / Nem o lábio amargo. ...

Leia Mais »

Enquanto é tempo

Por Carmélia Cândida É interessante como uma mesma coisa pode ter efeitos diversos em nós em momentos diferentes da vida. Uma história, uma situação, uma cena __ de filme, de teatro ou da vida real __ uma música ou uma frase pode não nos tocar ou não despertar nosso interesse e atenção e, em outra circunstância, a mesma história, situação, ...

Leia Mais »

De coração

Por Carmélia Cândida A escritora Martha Medeiros tem uma crônica em que diz que a gente nunca sabe de nada até que chega a nossa vez, o que é a mais pura verdade. Por mais que imaginemos nossa reação diante de um acontecimento, por mais que tentemos nos preparar para um determinado momento, na hora é na hora. Só vivenciando mesmo ...

Leia Mais »

Nas juntas!

Inventaram, no Japão, um aparelho capaz de rejuvenescer completamente a pele. Parece até coisa de filme de ficção científica. E o uso do aparelho não é complicado. A pessoa tem que usá-lo religiosamente no mínimo oito horas por dia durante seis meses, o que pode ser feito durante o sono. Trata-se de um invólucro que cobre toda a região da ...

Leia Mais »

Intensamente

“O que você viveu ninguém rouba.” Deparei-me com essa frase, atribuída a Gabriel García Márquez, e pensei: Putz!!! Que incrível isso!!! Você pode dizer que o teor da frase é muito simples ou mesmo óbvio. E é. Ainda assim, é incrível. Porque é a mais pura verdade! E porque, em meio ao grande número de coisas que nos ocupam/consomem, podemos ...

Leia Mais »

O tempo foge!

Nunca estive frente a frente com Rubem Alves, embora o desejasse muito. No entanto, sinto sua morte. É como se alguém muito próximo a mim tivesse partido. Alguém que já comungou muitas ideias comigo. Alguém que me aconselhou, me fez querer viver mais leve, me fez ver coisas da vida de um jeito que eu até já via, mas de ...

Leia Mais »

Na dança das ilusões

Injustiças me tiram do sério. Tenho me desiludido muito com o que há no mundo. E isso não é bom. Quer dizer, por um lado, é, pois a gente passa a ver as coisas  mais perto do que realmente são, deixa de ver a vida “cor-de-rosa” e de ser ingênuo, o que significa com menos chances de ser manipulado ou ...

Leia Mais »

Sobre excessos, liberdade e nada disso

Excessos me cansam. Por isso não gosto de Copa do Mundo. Difícil ligar a tevê, só se fala em Copa. Jogadores. Lances, Resultados. Se isso. Se aquilo. Em mil, novecentos e tantos, foi assim. Ahhhhhh! As pessoas querem. É o que está no momento. É preciso estar por dentro. Só esse alarde já me cansa. E a chatice do narrador ...

Leia Mais »

Para sempre!

Faz cinco meses que minha mãe adoeceu. Quer dizer, com doenças ela estava há anos. Mas estava tudo sob controle. Em tratamentos, ela estava muito bem, totalmente ativa, lúcida, alegre e ainda com bastante energia. De uma hora para outra, tudo desandou. Começou com “desarranjos” na cabeça: tonteiras, pressão, dor. Passou para uma infinidade de outros sintomas. Perambulamos por diversos ...

Leia Mais »

As tristezas mais queridas

Wave, de Tom Jobim, é uma das músicas mais bonitas que conheço. É de uma beleza tão grande – e triste – que, não raro quando a ouço, costumo ir às lágrimas.  Ela  provoca  em mim uma tristeza feliz, me deixa  tranquila,  e terna. Outras músicas despertam-me emoções parecidas, emoções “de sentir” (eu, sei, emoções só podem ser de sentir, ...

Leia Mais »

Com ternura, docemente

Ao som  de uma música suave,  saboreavam cada gole do vinho chileno.  Olhos nos olhos. Sorriam.  E bebiam mais. __ Ah, Afonso… Está sendo tudo tão especial que às vezes tenho medo de que alguma coisa ruim aconteça e que tudo se acabe de repente. __ Não pense nisso. Vamos aproveitar o que estamos vivendo. E só!  Não vai acabar. ...

Leia Mais »

A maior riqueza

Estou lendo o livro Olhares 4 por 1, dos escritores Ana Cláudia SSaldanha, Déa Miranda, Pe. Gabriel e Júlio Saldanha, e estou gostando muito. Saboreio cada texto, seguindo a sequência do livro. Numa crônica da Ana Cláudia, ela diz que se descobriu rica. Conta que uma amiga definiu como rica a pessoa que possui o que deseja e que necessita ...

Leia Mais »

Se tu me amas…

Ela entrou apressadamente na sala do grande prédio histórico. A viagem havia sido mais demorada que o previsto, e ela estava atrasada. Sentou-se à primeira carteira que viu, foi tirando blocos de anotações, caneta, organizando seu material. Quando terminou, respirou fundo, e então percebeu que o professor ainda não havia chegado. Olhou em volta. Os participantes da oficina de jogos ...

Leia Mais »

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm