Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Crise ameaça sobrevivência das micro e pequenas empresas


A crise econômica teve um forte impacto nos pequenos negócios do país. De acordo com o Índice de Sobrevivência elaborado pelo Sebrae, a tendência é que 600 mil empresas, entre as 1,8 milhão abertas em 2014, fechem as portas até fim do ano. A pesquisa – que considera até os dois primeiros anos de vida da empresa – mostra que apenas 1,2 milhão (67%) dos negócios criados em 2014 devem se manter em funcionamento até dezembro.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O número é inferior ao de negócios nascidos em 2012, que atingiram o índice de 77% de sobrevivência após os dois primeiros anos de vida, o maior registrado na série histórica dessa análise. Entre os principais motivos listados pelos empresários para o fechamento das empresas estão: altas cargas de impostos, taxas e falta de crédito.

“A dificuldade de acesso ao crédito é um dos principais problemas enfrentados pelos pequenos negócios. Conseguimos aprovar o projeto Crescer sem Medo, que tem ação imediata no parcelamento das dívidas tributárias e estamos lançando o Mutirão da Renegociação para orientar o empresário a sanar seus débitos”, ressalta o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

De acordo com a pesquisa de Sobrevivência, para 31% dos empresários que já fecharam o seu negócio, os principais motivos foram as despesas com taxas e impostos, os custos e os juros. Além disso, a baixa clientela e a forte concorrência também prejudicaram 29% dos entrevistados. Outros 25% apontaram os problemas financeiros, inadimplência e falta de linhas de crédito como fator que contribuiu para a quebra da empresa.

Entre os empresários que fecharam as portas, 52% indicaram que a redução de encargos e impostos evitaria a mortalidade do negócio. Para 21%, o crédito facilitado também teria impedido o fechamento das empresas. “Essa é uma prova de que desburocratização, redução de carga tributária e planejamento são essenciais para o empreendedorismo, para a geração de empregos e para a recuperação da economia”, enfatiza Afif. Com Agência Sebrae de Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm