Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Novembro registra queda nas reclamações contra serviços de telecomunicação


O número de reclamações de usuários contra serviços de telecomunicação apresentou redução de 15,2% no mês de novembro, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Os dados divulgados na sexta (29) pela Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel) mostram que o mês registrou um total de 263,3 mil reclamações de usuários contra prestadoras dos serviços de banda larga fixa, de telefonia móvel, de telefonia fixa e de TV por assinatura, com 47,1 mil a menos do que no ano anterior.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

De acordo com a Anatel, a telefonia móvel apresentou queda de 27,7 mil reclamações (17,9%), seguida da telefonia fixa com redução 13,7 mil queixas (19,3%), da banda larga fixa com diminuição de 3,9 mil reclamações (8,8%), e da TV por assinatura com menos 2,3 mil queixas (6,1%).

Em relação às empresas de telefonia móvel, a Vivo apresentou a maior redução no número de queixas. Foram registradas 13,4 mil reclamações a menos do que no mesmo período do ano passado.

Em seguida, aparece a Claro, com menos 4,6 mil. Depois a Tim, com menos 3,9 mil reclamações. Com redução de 3,3 mil, a Nextel aparece em quarto lugar. A Oi vem logo atrás, com redução de 2,6 mil reclamações.

Cobrança indevida
Entre os usuários de celulares pós-pagos, a principal queixa foi relativo à cobrança, com 48% das reclamações. Em seguida aparecem as reclamações relativas às ofertas e promoções, com 9,8%; e à qualidade, funcionamento e reparo, com 9,4% das queixas.

Nos celulares pré-pagos, as reclamações relativas a crédito formaram o maior conjunto no mês, com 46% de queixas; ofertas e promoções ficaram em segundo, com 16,5%; seguidas das queixas sobre qualidade, funcionamento e reparo, alcançando 13,9%.

Na telefonia fixa, a Oi registrou 9,9 mil reclamações a menos; seguida da Vivo, com redução de 3,6 mil, e da NET, com menos 0,5 mil reclamações. Reclamações sobre cobranças indevidas aparecem em primeiro lugar nas reclamações, com 40% das queixas; seguida das queixas sobre qualidade, funcionamento e reparo, com 21,5%; e de cancelamento, com 7,7%.

TV por assinatura
A TV por assinatura foi um dos grupos que apresentou casos de aumento no número de queixas, na comparação com o mesmo período do ano passado. A Sky registrou um acréscimo de 1,6 mil reclamações. Segundo a Anatel, apesar de o Grupo NET/Claro ter registrado 2,1 mil reclamações a menos, separadamente, a NET registrou aumento de 0,4 mil queixas.

A Claro apresentou redução de 2,5 mil reclamações, a Oi teve menos 1,4 mil queixas e a Vivo menos 0,3 mil.

A principal reclamação dos usuários foi de cobrança indevida na conta, com 46,9% das queixas dos usuários do serviço. Em seguida, aparece o bloqueio ou suspensão do serviço, com 11% de queixas; e ofertas e promoções, com 9,9% das reclamações.

Banda larga
O serviço de banda larga fixa também apresentou um caso de aumento no número de queixas na comparação entre novembro de 2017 e novembro de 2016. Com 0,8 mil reclamações, a NET apresentou um acréscimo de 12,5% nas queixas. A Oi registrou queda de 4,1 mil, redução de 20,3%; e a Vivo menos 2,5 mil queixas, diminuição de 18,5%.

Entre as principais reclamações dos consumidores do serviço estão qualidade, funcionamento e reparo, com 46,2% das queixas; seguido de reclamações relativas à cobrança, com 22,8%; e à instalação ou ativação do serviço, que teve 9,5% das reclamações. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm