Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

CBF lembra primeiro título nacional do Boa Esporte em 2016


No dia 5 de novembro de 2016, a cidade de Varginha (MG) viveu uma noite inesquecível. O Boa Esporte conquistou o primeiro título nacional de sua história: o Campeonato Brasileiro da Série C. A grande final, diante do Guarani, coroou uma campanha quase impecável do Boa, que entrou para a galeria de campeões nacionais de 2016 e garantiu uma vaga na Série B 2017.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Além do time mineiro, Guarani, ABC e Juventude também garantiram vaga na Segunda Divisão. América-RN, Portuguesa, River-PI e Guaratinguetá foram rebaixados e jogarão a Série D no ano que vem. Confira abaixo os bastidores da grande final da Série C:

Os grandes times da primeira fase

No começo da competição, as 20 equipes que sonhavam com uma vaga na Série B 2017 foram divididas em dois grupos, onde os quatro primeiros colocados de cada um se classificavam para a fase eliminatória. O Grupo A teve uma disputa mais acirrada pelas primeiras colocações. Fortaleza, ABC, Botafogo-PB e ASA foram os classificados, contando com gols dos principais artilheiros do campeonato: Jones (ABC), Reinaldo, (ASA) e Daniel (Fortaleza).

Depois de subir para a Série D em 2015, o Remo ficou a uma vitória da classificação para a segunda fase. Caso o Leão tivesse derrotado o América-RN na última rodada em casa, teria conseguido a classificação, pois o ASA ficou no empate com o ABC. O empate sem gols do time paraense classificou o ASA, e deixou a torcida do Remo no “quase”.

No Grupo B, Guarani e Boa Esporte sobraram na tabela de classificação. Botafogo-SP e Juventude também avançaram. O time de Caxias do Sul se classificou na última rodada, ao derrotar o Mogi Mirim e contar com o empate do Ypiranga com o Bugre. Uma classificação emocionante que valeria muito a pena no final.

Quartas de final: emoção até o fim

O Guarani protagonizou grandes duelos nesta Série C. Nas quartas de final, o time campineiro sofreu uma virada em Arapiraca (AL), e acabou derrotado pelo ASA por 3 a 1. No jogo de volta, em Campinas (SP), o Guarani arrancou a virada no placar, e venceu por 3 a 0, com gols de Leandro Amaro e Eliandro (2).

Coincidentemente, os outros três jogos de ida terminaram sem gols. O ABC fez valer o fator casa e derrotou o Botafogo-SP por 1 a 0, garantindo a classificação. O Juventude arrancou um novo empate fora de casa com o Fortaleza, mas o 1 a 1 na partida de ida deu a vaga ao Ju pelo gol marcado fora de casa. O artilheiro Gênesis marcou o único gol do jogo e deu a classificação ao Boa Esporte contra o Botafogo-PB, em Varginha (MG).

Os quatro semifinalistas – Guarani, ABC, Juventude e Boa –, além de seguirem na disputa pelo título, asseguraram uma vaga na Série B de 2017.

Semifinais: virada história do Bugre e domínio do Boa

Definidos os classificados para a Série B, restava a disputa pelo título da Série C. Dos quatro semifinalistas, apenas o Boa Esporte nunca havia sido campeão nacional: o Guarani foi campeão brasileiro em 1978, o Juventude tem a Copa do Brasil de 1999, e o ABC conquistou a Série C em 2010.

O Bugre, que tinha o ABC pela frente, foi o personagem principal do duelo mais épico da competição, entre os mais incríveis da temporada. A partida de ida foi um desastre para a equipe paulista: 4 a 0 para o Alvinegro potiguar no Frasqueirão, em Natal. Um caso praticamente perdido para o Guarani. Quase. Sob a batuta do veterano Fumagalli, o time campineiro ignorou qualquer lei de probabilidade, e atropelou o ABC por 6 a 0, conquistando uma vaga na final.

No duelo Boa Esporte x Juventude, a equipe mineira não deixou dúvidas de quem merecia estar na decisão. O Boa derrotou o Ju nos dois jogos por 2 a 1 – em Varginha (MG) com gol de Tchô aos 41 do segundo tempo –, e chegou a sua segunda final de Série C.

Boa Esporte e seu primeiro título nacional

O empate em 1 a 1 no jogo de ida, em Campinas, deixou o título em aberto para a decisão em Varginha (MG). Mais de 5.000 bugrinos viajaram 300 km para ver o último jogo do clube na Série C, na esperança de levantar a taça depois de 38 anos do Brasileirão 1978.

A torcida boveta também compareceu para a grande festa no Estádio Dilzon Melo, pela primeira vez recebendo um jogo de tal importância. A cidade abraçou o clube desde que ele se mudou de Ituiutaba para Varginha, em 2011. Não demorou nem 20 minutos de bola rolando, com a taça à beira do campo, para o Boa abrir 2 a 0, com gols de Samudio e Fellipe Mateus. Apesar da luta do Guarani até o fim, o golpe final veio dos pés do jovem Kaio, que marcou o terceiro e decretou o primeiro título da história do clube mineiro.

Confira os gols da decisão da Série C:

Com site da CBF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm