Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Banco Central reduz previsão de crescimento da economia em 2018


O Banco Central (BC) reduziu a previsão de crescimento da economia este ano. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 2,6% para 1,6%, de acordo com o Relatório de Inflação, divulgado na quinta (28), em Brasília.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A previsão está um pouco acima da estimativa do mercado financeiro, que é 1,55%. Essas projeções têm sido reduzidas pelas instituições financeiras nas últimas semanas.

Segundo o Banco Central, a revisão na estimativa ocorreu devido ao “arrefecimento” da atividade econômica no início do ano, a acomodação dos indicadores de confiança de empresas e consumidores e a perspectiva de impactos da greve dos caminhoneiros no final de maio.

Crescimento por setores
A estimativa para o crescimento da agropecuária subiu para 1,9%, ante estimativa de recuo de 0,3% em março, após crescimento anual de 13% em 2017 – o melhor resultado já registrado.

“A melhora na projeção se deve a resultado acima do esperado no primeiro trimestre e a sequência de elevações nos prognósticos para a produção agrícola anual”, diz o relatório do BC.

Já a projeção para o desempenho da indústria foi revista de 3,1% para 1,6%. Para o setor de comércio e serviços, a estimativa de expansão ficou em 1,3%, ante 2,4% na projeção de março.

Demanda de consumo
A estimativa para o crescimento do consumo das famílias foi revista de 3% na projeção de março, para 2,1%, “compatível com uma recuperação mais lenta da massa salarial, resultado da redução no ritmo de crescimento dos rendimentos e da população ocupada”.

A projeção para o crescimento dos investimentos (Formação Bruta de Capital Fixo – FBCF) permaneceu estável (4,0% ante 4,1% na projeção de março).

O consumo do governo deverá recuar 0,2%, ante estimativa de crescimento de 0,5% em março, “consistente com expectativa de piora na arrecadação dos governos em cenário de crescimento econômico menor do que o previsto no Relatório de Inflação de março”.

As exportações e as importações de bens e serviços devem variar 5,2% e 6,4% em 2018, ante projeções respectivas de 4,9% e 6,8% no Relatório de Inflação de março.

“A ligeira elevação na projeção para as exportações reflete o desempenho melhor do que o esperado no primeiro trimestre e as revisões em prognósticos para safras agrícolas de produtos importantes da pauta de exportação”, diz o Banco Central.

O volume de importações foi reduzido por conta da alta do dólar e do crescimento “mais modesto” da indústria e do consumo das famílias. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm