Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Mulheres no comando de startups fazem negócio ter mais sucesso


Estudo mostra que mulheres no comando de startups podem fazer o negócio ter mais sucesso. De acordo com a pesquisa feita pelo Dow Jones VentureSource, das mais de 20 mil startups americanas, a proporção de mulheres entre as empresas de sucesso no quadro executivo foi de 7,1%. Já entre as companhias não tão bem-sucedidas essa participação cai para 3,1%. Resultado mostra como elas podem potencializar a gestão e melhorar os negócios.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Há cinco anos no mercado, Michele Dias hoje está a frente da CVS Sistemas (desenvolvimento de softwares) e a Mídia Comunicação e Tecnologia (serviços de comunicação), e ainda este ano, irá abrir sua terceira empresa, a Dojo, que desenvolve games educacionais voltados para o mercado corporativo.

Para ela, alguns atributos fazem toda a diferença no mundo dos negócios. “As mulheres são mais detalhistas, organizadas e multifuncional. Além disso, somos mais sensíveis e cautelosas”, afirma a empresária de Itajubá, no Sul de Minas.

Atualmente, elas têm ganhando espaço em Minas Gerais, entre elas: Priscila Gama, da Malalai; Ana da Mata, da Lincar; Juliana Brasil, da MYPS; Marcella Rocha, da AS31; Roberta Vasconcelos, da Beer or Coffee; Cecilia Passagli, da CoraEduca; Sofia Fada, da Kriativar; e Helena Gomes, da Communitor.

Mas nem sempre foi assim. O mercado de tecnologia, ainda dominado por homens, as mulheres ainda sofrem diferenciação. “Elas recebem menos financiamentos, além disso, algumas pessoas acham que as mulheres não têm tanto conhecimento no desenvolvimento da tecnologia e tentam passá-las para trás. Por isso, é essencial que a empreendedora tenha uma equipe eficiente, seja ela especialista em tecnologia ou na liderança dos negócios”, explica a analista do Sebrae Minas Márcia Valéria.

O empreendedorismo feminino no mercado de startups tem tanta relevância, que ganhou até uma comunidade para estimular os negócios entre elas, o She`s Tech. “Trabalhamos para desmistificar a tecnologia como setor masculino. Queremos inspirar e capacitar mulheres a buscarem conhecimento e empreenderem em carreiras e negócios de base tecnológica”, diz a fundadora da She`s Tech, Ciranda de Morais.

Para ela, apesar das dificuldades para entrar no mercado sejam iguais entre os gêneros, as mulheres ainda enfrentam barreiras culturais. “As mulheres fundam menos empresas, ocupam poucas posições de liderança e recebem menos investimentos”, complementa Ciranda.

Entre as áreas de preferência para o desenvolvimento de negócios, as mulheres geralmente investem em soluções que geram impacto positivo na vida das pessoas. “A participação das mulheres é maior nos negócios que vão muito além de aspectos financeiros. Uma das características observadas é que a maioria das mulheres empreende por propósito e paixão”, justifica.

Ciranda explica que o mercado de desenvolvedores de tecnologia da informação é dominado pelos homens, mas a liderança dos negócios de startups a cada dia vem reconhecendo o potencial feminino na liderança das empresas. Porém, ainda há muito para ser feito para que mais mulheres ganhe espaço nesta área. “Precisamos de políticas públicas que fomentem o interesse feminino por campos como a tecnologia e a inovação. Além disso, temos que trabalhar a conscientização para fortalecer a presença das mulheres nesse mercado”, diz. Com Agência Sebrae de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm