Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Indianos vencem leilão de seis lotes em leilão de linhas de transmissão


Sob gritos de hexa, a empresa indiana Sterlite Power Grid foi a grande vencedora do leilão de linhas de transmissão de energia elétrica realizado nesta quinta (28) na B3, em São Paulo. A empresa venceu seis dos 20 lotes leiloados, entre eles, os lotes 3 e 7, que tinham as maiores extensões em quilômetro. A Sterlite ainda levou os lotes 4, 12, 15 e 20.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O consórcio Lyon Energia, formado pelas empresas Lyon Infraestrutura, Gestão e Desenvolvimento de Projetos e pela PLM Empreendimentos Imobiliários, estreante no mercado de transmissão, também levou três lotes: os de números 6, 11 e 18.

Já o consórcio BR Energia/Enind Energia, que congrega as empresas BRenergia Energia Renováveis, Brasil Digital Telecomunicações e Enind Engenharia e Construção, venceu o leilão de dois lotes: o 5 e o 8. Também levou dois lotes o Consórcio Lux Luz, que adquiriu os de números 13 e 14.

Marcado para começar às 9h, o leilão só começou sete horas depois, após uma suspensão decorrente de uma ação judicial impetrada pela empresa Jaac Materiais e Serviços de Engenharia, também estreante no mercado de transmissão.

Neste leilão, as empresas declaradas vencedoras foram as que apresentaram o menor valor de receita anual permitida (RAP), em reais por ano. A RAP é a receita a que o empreendedor terá direito pela prestação do serviço de transmissão a partir da entrada em operação comercial das instalações.

Resultado dos lotes
O primeiro lote, que atende às cargas da região metropolitana de Florianópolis (SC), foi vencido pelo consórcio Columbia, que reúne as empresas Transmissora Aliança de Energia Elétrica e a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), com valor de oferta de R$ 38.231.291,00 e deságio de 66,65% em relação à Receita Anual Permitida (RAP) inicial estabelecida pela ANEEL.

O segundo lote, que atende à região de Campos (RJ), foi vencido pela Zopone Engenharia e Comércio, com oferta de R$ 14.925.000,00 e deságio de 51,94%.

O lote 3, que engloba linhas de transmissão, subestações e trechos de linhas de transmissão no Ceará e no Rio Grande do Norte e com a maior extensão, com 541 quilômetros no total, foi vencido pela empresa indiana Sterlite Power Grid Ventures Limited, com oferta de R$ 85.050.000,00 e deságio de 58,54%.

O lote 4, que atende à região metropolitana de João Pessoa (PB), foi vencido também pela Sterlite Power Grid Ventures Limited, com o valor ofertado de R$ 25.700.000,00 e deságio de 57,16%.

O lote 5, que atende à região de Alagoinhas, na Bahia, foi vencido pelo consórcio BR Energia/Enind Energia, que congrega as empresas BRenergia Energia Renováveis, pelo Brasil Digital Telecomunicações e pela Enind Engenharia e Construção. O valor oferecido pelo consórcio foi de R$ 5.400.000,00 e o valor de deságio, 48,78%.

O lote 6, que atende a carga da subestação Tomba, na Bahia, foi vencido pelo consórcio Lyon Energia, com valor de R$ 10.900.000,00 e deságio de 37,45%.

O lote 7, que abrange municípios nos estados de Sergipe e na Bahia, com total de 454 quilômetros, foi vencido pela indiana Sterlite, com a oferta de R$ 52.510.000,00 e deságio de 60,59%.

O lote 8, que atende à região do sertão de Alagoas, foi vencido pelo consórcio BR Energia/ Enind Energia, com oferta de R$ 8.000.000,00 e deságio de 35,03%.

O lote 9, que compreende a região metropolitana de Fortaleza (CE), foi vencido pela CPFL Geração de Energia, controladora chinesa, com o valor ofertado de R$ 7.885.000,00 e deságio de 52,76%.

A empresa vencedora do lote 10, que atende o Vale do Paraíba, em São Paulo, foi a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), controladora colombiana, com valor oferecido de R$ 10.114.435,00 e deságio de 73,92%.

A vencedora do lote 11, que atende as regiões nordeste do estado do Tocantins e sul do Maranhão, foi vencida pelo consórcio Lyon Energia, com oferta de R$ 7.200.000,00 e deságio de 63,39%.

O vencedor do lote 12, que atende o estado de Goiás, também foi a indiana Sterlite, com valor oferecido de R$ 25.320.000,00 e deságio de 51,62%.

O lote 13, que atende às regiões de Rio Claro e Rio Verde, em Goiás, teve como vencedor o Consórcio Lux Luz, que engloba as empresas JB Construtora, JHH Participações Eireli e Total Comercializadora de Energia Elétrica e Gás Natural, com oferta de R$ 4.988.000,00 e deságio de 54,86%.

O lote 14, que tem a finalidade de estudo de atendimento elétrico no estado do Rio Grande do Sul, foi vencido também pelo consórcio Lux Luz, com oferta de R$ 5.209.672,10 e deságio de 47% em relação à receita inicial estabelecida pela ANEEL.

O vencedor do lote 15, que pretende suprir energia elétrica para a região metropolitana de Belém e região nordeste do Pará, foi novamente a Sterlite, que ofertou R$ 61.630.000,00 e valor de deságio de 32,42%.

O lote 16, que engloba municípios do Piauí e do Maranhão, teve como vencedor a empresa F3C Empreendimentos e Participações, com oferta de R$ 5.800.000,00 e deságio de 45,33%.

O lote 17, que engloba municípios no Piauí, foi vencido pelo consórcio Lyon Energia, com deságio de 51,37% e oferta de R$ 9.350.000,00.

O vencedor do lote 18, que engloba a região nordeste do Maranhão, foi o consórcio I.G. Transmissão e ESS Energias Renováveis, com oferta de R$ 7.800.000,00 e deságio de 23,62%.

O lote 19, que tem a finalidade de promover atendimento elétrico para a região sudeste do Pará, foi vencido pela Energiza, com oferta de R$ 33.515.000,00 e deságio de 57,18%.

E o último lote, de número 20, com a finalidade de promover o escoamento do potencial solar das regiões norte e nordeste de Minas Gerais, foi vencido também pela Sterlite, no valor de R$ 31.430.000,00, com deságio de 52,08%.

Suspensão
O leilão só teve início às 16h, porque a Jaac Materiais e Serviços recorreu à Justiça após ficar de fora do leilão por falta das garantias necessárias à participação, de acordo com o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco. A Jaac, que conseguiu o direito de participação, estava interessada no principal lote do certame, o terceiro, referente às linhas de transmissão no Ceará e Rio Grande do Norte. O lote foi vencido pela empresa indiana Sterlite Power Grid Ventures Limited.

Além dela, 46 empresas e consórcios participaram do leilão, que negociou 20 lotes de linhas de transmissão de energia elétrica. Os lotes negociados contemplam 2.560 quilômetros de linhas, que deverão gerar R$ 6 bilhões em investimentos e aproximadamente 13,6 mil empregos. O prazo para operação comercial dos empreendimentos varia de 36 a 63 meses, com concessões por 30 anos, contados a partir da assinatura dos contratos. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm