Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Falta das fitas de medição de glicemia aumenta o sofrimento de diabéticos em Pará de Minas


Os portadores de diabetes continuam enfrentando um drama devido a falta de fitas para medição do nível de glicose no sangue. O Sistema Único de Saúde (SUS) não atende a demanda no município de Pará de Minas. A situação é tão crítica que o secretário municipal de Saúde, Paulo Duarte, afirmou que o Governo de Minas Gerais não cumpre sua parte ao enviar uma quantidade irrisória de fitas para atender os diabéticos no município. Acrescentou que a prefeitura também enfrenta dificuldades para comprar o restante do estoque necessário.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Os pacientes que fazem o controle do nível de açúcar no sangue precisam fazer muitas medições diárias. A doença compromete o nível de insulina, o hormônio que controla a glicose.

O diabetes fora do controle pode comprometer a visão e gerar problemas na pele e nos rins. É importante manter uma dieta balanceada, tomar bastante líquido e eliminar os doces.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, atualmente são necessárias aproximadamente 25 mil fitas para atender aos diabéticos. No entanto, o governo do estado tem enviado apenas 16 mil fitas por semestre.

Segundo o levantamento, seriam necessárias 150 mil fitas a cada seis meses. O cenário é preocupante porque o Estado vem reduzindo os investimentos e a prefeitura não tem condições de arcar com os altos custos envolvidos.

Helena dos Santos Correia, enfermeira da Associação dos Diabéticos de Pará de Minas (ASSODIPAM), afirma que o diabetes tipo 1 precisa medir a glicemia cinco vezes por dia e por isso as fitas são indispensáveis.

Ela acompanha as pessoas que lutam com a doença e ressalta que a insulina aplicada em uma quantidade muito grande pode causar diversas complicações no organismo e o paciente vir a falecer:

Helena dos Santos Correia
helena_correia_fitas1


Os frascos com 50 fitas de glicemia custam cerca de R$ 100,00 cada um. Os diabéticos tipo 1 podem gastar três ou mais frascos e a despesas são muito altas principalmente para as pessoas de baixa renda:

Helena dos Santos Correia
helena_correia_fitas2

Já o diabetes tipo 2 acomete pessoas de mais idade por causa de má alimentação, falta de exercício físicos e fatores genéticos. É importante adotar bons hábitos de vida e ficar atento aos sintomas da doença:

Helena dos Santos Correa
helena_correia_fitas3

Atualmente a ASSODIPAM atende a cerca de 150 portadores de diabetes e hipertensão. A entidade funciona na rua Geraldo Antônio dos Santos, 87, bairro Bom Bosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm