Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Desafios para rastrear produtos hospitalares é tema de debate presidido por Eduardo Barbosa


Representantes do governo e da Associação Brasileira de Automação discutiram em audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara, na terça-feira (24), a importância do rastreamento de produtos hospitalares. A audiência foi requerida e presidida pelo deputado federal Eduardo Barbosa, relator do Projeto de Lei 7814/2017, que dispõe sobre a implantação do Sistema Nacional de Controle e Rastreamento de produtos médico-hospitalares nos serviços de saúde pública e privada. O debate foi realizado com base no texto do Substitutivo já apresentado pelo Deputado.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Pela proposta, os serviços de saúde pública e privada deverão implantar um sistema informatizado de gerenciamento e rastreamento de todos os processos e procedimentos em sua Central de Material e Esterilização.

De acordo com Eduardo Barbosa, a audiência pública foi uma oportunidade para dar visibilidade ao projeto. “Como é um tema que os parlamentares não dominam e que traz impacto para a prestação dos serviços de saúde, achamos por bem fazermos o debate para conhecermos o olhar do ministério, da Anvisa e da organização especializada nesse tipo de rastreamento para nos dar um panorama do impacto do que é proposto no projeto de lei para a qualidade no atendimento ao paciente, garantindo inclusive mais segurança no atendimento”, explicou.

O gerente de serviços de saúde da Anvisa, João Henrique Souza, destacou que já existem algumas diretrizes da Agência em relação ao rastreamento, mas é preciso lembrar que o manuseio de produtos hospitalares é realizado tanto em centros de excelência quanto em unidades de atendimento com poucos recursos e por isso defende que a informatização deve ser realizada de forma escalonada.

João Henrique salientou que, antes de qualquer coisa, é preciso fortalecer as ações de tecnovigilância para saber a durabilidade do material existente e se a inserção de modos de rastreamento pode prejudicar sua funcionalidade.

“Hoje não temos a certeza, para todo o instrumental em uso no País, de que a impressão de um código de barras não vai afetar a integridade ou a funcionalidade do material”, ponderou. Segundo Souza, é necessária a produção de conhecimento científico para embasar a compatibilidade dos materiais que vão ser rastreáveis com tecnologia de código de barras, de leitura ótica, ou de outra que venha a ser implementada.

O representante da Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil) Marcelo Oliveira Sá, garantiu que os investimentos em padronização para o rastreamento de produtos hospitalares são fundamentais para a segurança dos pacientes. Oliveira Sá explicou que a falta de padronização, além de custos elevados, traz riscos para a saúde de milhões de pessoas.

Mudanças no relatório
Ao término da audiência, Eduardo Barbosa destacou a importância de levar em consideração a forma como o Sistema Único de Saúde vai implementar o sistema, pois o Estado terá que assumir a responsabilidade de incorporar a tecnologia e ter os recursos para promovê-la da forma adequada.

O deputado afirmou que vai solicitar da comissão a devolução do parecer para reformulação e incorporação de algumas das sugestões dadas. “Estou convicto de que eu tenho que aguardar o envio, por escrito, das sugestões da Anvisa para serem incorporadas ao meu parecer. O que foi identificado e que ainda não foi trazido formalmente já me mostra que eu preciso esperar. Esse parecer com certeza vai ser modificado”, afirmou o deputado.

A representante do Ministério da Saúde, Fotini Toscas, informou que já existem estudos técnicos de custos para o rastreamento de vacinas e a experiência pode ser implementada em outros setores ligados à saúde.

Independentemente do aprimoramento possível, todos os convidados se manifestaram favoráveis ao Substitutivo apresentado por Eduardo Babosa à Comissão de Seguridade Social e Família. Com informações da Agência Câmara.

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm