Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Educadores de MG comemoram aprovação da PEC 49, mas pagamento depende de dinheiro no caixa do Estado

Sind-Ute Pará de Minas/Divulgação

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 49/18, que prevê o pagamento do piso nacional da educação aos servidores estaduais da área, foi aprovada em 2° turno no plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Na manhã desta quarta-feira (25), a matéria foi aprovada com alterações em 1º turno e com a emenda nº 1 apresentada em 2º turno pela Comissão Especial que analisou a proposta.

Sind-Ute Pará de Minas/Divulgação

Profissionais da educação estiveram presentes e pressionaram a aprovação da PEC. Os 68 votos dos deputados presentes foram favoráveis e após a votação os parlamentares da situação e da oposição se manifestaram.

Sind-Ute Pará de Minas/Divulgação

A lei determina que o vencimento inicial das carreiras dos profissionais de Magistério da Educação Básica não será inferior ao valor integral vigente. Os valores devidos deverão ser atualizados anualmente.

Isso deverá ser feito de acordo com as atualizações do piso salarial profissional nacional do Magistério público da Educação Básica, previsto no inciso VIII do caput do artigo 206 da Constituição da República.

Leandro Augusto de Assis Fonseca, representante do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (SindUTE) em Pará de Minas, lembra que na véspera da votação em 2º turno foi apresentado um substitutivo que seria prejudicial para os educadores. Porém, ele foi reprovado:

Sind-Ute Pará de Minas/Divulgação

Leandro Augusto de Assis Fonseca
aprovadapec49leandroassisfonseca1

O sindicalista afirma que a categoria se mobilizou e lotou as galerias da sede do Poder Legislativo Estadual em Belo Horizonte. Mesmo recebendo o salário parcelado, o servidor da educação pode comemorar a aprovação da PEC:

Leandro Augusto de Assis Fonseca
aprovadapec49leandroassisfonseca2

Sind-Ute Pará de Minas/Divulgação

O piso será pago a servidores com jornada de 24 horas semanais, já que a emenda aprovada altera o termo horas-aula do texto do vencido por horas, sem prejuízo de revisão geral ou outros reajustes.

Segundo deputados da base aliada ao governo de Minas Gerais, os dois reajustes atrasados só poderão ser concedidos quando houver disponibilidade de dinheiro no caixa do Estado que vem pagando os servidores de maneira parcelada e com atraso.

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm