Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Boa Sorte!

bssstw

Duas frases chamaram minha atenção esta semana: “Eu não tenho sorte” e a outra “ela destruiu minha família”. Veja, meu leitor, que as duas são frases negativas. Mas não é minha intenção fazer um texto de autoajuda provando por a mais b que um pensamento positivo é a primeira atitude de quem deseja tomar as rédeas da própria vida e construir por seus méritos uma vida de sorte e sólida.

Minha intenção é, a partir destas frases, expor as perguntas que não quiseram calar dentro de mim. Primeiro, o que chamamos de sorte? Temos alguma ação que desencadeia isto que chamamos sorte? Qual o papel das nossas escolhas para que possamos nos considerar alguém de sorte? A sorte depende ou não de alguma coisa ou de alguém?

É, ainda não cheguei a nenhuma resposta. Confesso que acredito muito em escolhas, mas não sei se a sorte passa por escolhas. Poderíamos até afirmar que nenhum ganhador da loteria achou a sorte grande sem jogar. Daí a minha dúvida.

Quanto a outra frase, aconteceu em um momento de muita dor. A autora foi “abandonada” por seu marido. Um relacionamento de anos. Ele, um “belo” dia entrou em casa e disse: estou indo embora. E foi. Arrumou outra mulher. Ela ficou com os filhos e com a frase: ela destruiu minha família.

Assim nasceram novas perguntas: hoje, em pleno século XXI, o que chamamos de família? A simples existência de pai, mãe, filhos; constitui família? O papel que cada um exerce influencia ou não neste conceito? O casal pode estar totalmente separado, porém vivendo sobe o mesmo teto, isto basta para que afirmemos a existência de uma família? Um relacionamento pode acabar sem que uma das partes não perceba que havia algo errado? Também nada sei…

A pergunta seguinte que não me abandona tem relação com estes meus questionamentos. Fico pensando sobre sucesso. Seria ele próprio de quem tem sorte? Observo que as pessoas de sucesso não acreditam tanto em sorte… algumas, em particular, acreditam em simplicidade e em felicidade. Sucesso aqui teria muito mais relação com ser do que com ter. Não é o caso de viver ao relento, entregue ao nada da existência. Mas em perceber que há uma diferença entre o que é valor para um e para outro.

Neste sentido, podemos pensar em amarrar nossa ideia de sorte e sucesso? Continuo não sabendo. Acho que não foi desta vez que ajudei você, meu leitor, a chegar a um conceito. Mas, que possamos juntos, vivendo nossa sorte, perceber que a vida é frágil, mutável e surpreendente, capaz de rumos os mais diversos e caminhos, os mais sinuosos, afinal, dizem que Deus escreve certo nestas linhas tortas. Que tenhamos coragem! Ela sim, traz sorte e sorrisos.

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm