Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Disco “Mamonas Assassinas” completa vinte anos

mamonasassassinas
Em 2015, a história de Dinho, Bento, Samuel, Sérgio e Júlio completa vinte e cinco anos. Agora, os fãs do quinteto comemoram mais um marco dessa trajetória, que começou lá em Guarulhos (SP) na década de 1990, com a criação da banda Utopia. Nesta terça-feira (23), o único disco do Mamonas Assassinas, segundo projeto musical formado pelos meninos, comemora vinte anos de existência.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook     Siga o Portal GRNEWS no twitter

Assim como muitos ídolos que já se foram – Raul Seixas, Cássia Eller, Cazuza, Renato Russo, entre outros – a banda Mamonas Assassinas conseguiu se manter firme e forte na indústria da música. Isso porque suas canções, que ficaram conhecidas pela irreverência, ainda estão na ponta da língua de muita gente. E, mesmo depois de tantos anos, o grupo reúne milhares de fãs por todo o país e ainda vende muitas cópias de seu único álbum de estúdio.

“Mamonas Assassinas” foi lançado pela EMI no dia 23 de junho de 1995. A produção, vejam só, foi assinada por Rick Bonadio – que, na época, era um cara “desconhecido” no meio musical. Segundo a ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Discos), o álbum vendeu mais de três milhões de cópias em apenas um ano, o que fez o grupo receber uma certificação de Disco de Diamante na época. Claro que, com o passar dos anos, esse número subiu – especula-se, inclusive, que as vendas tenham duplicado após a morte do quinteto em 1996.

Mas, por que todo esse sucesso? Simples. De uma maneira geral, o disco dos meninos foi um “tapa na cara da sociedade”, já que o humor de suas composições traziam muitos problemas da época à tona. Só que, naquele tempo, essa ironia presente no projeto não foi entendida por todo mundo. Algumas pessoas acharam graça, e, quando todo mundo começou a se render a esse som engraçado e diferente, não foi difícil para os Mamonas Assassinas se tornarem um fenômeno.

Musicalmente, o disco também foi uma espécie de marco. Dinho era versátil, e, por isso, o grupo fez questão de não se prender em um só ritmo. Ou seja, além de fazer duras críticas à sociedade (a faixa “Robocop Gay” vociferava, já em 1995, que “gay também é gente”), o projeto passeou pelo rock ao pagode e ao baião com facilidade – nas faixas “Chopis Centis”, “Lá Vem o Alemão” e “Jumento Celestino”, respectivamente.

Dos mais jovens aos mais velhos, o Mamonas Assassinas foi sucesso por onde passou. Com apresentações lotadas no Brasil, o grupo conseguiu emplacar todas as canções que produziu. Afinal, quem é que nunca cantou, do início ao fim, os hits “Pelados em Santos” e “Sábado de Sol”?
Com Portal Sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm