Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Proprietários rurais mineiros terão acesso ao sistema nacional de Cadastro Ambiental Rural

carsite
Minas Gerais vai adotar a plataforma do Governo Federal para o Cadastro Ambiental Rural (CAR). O processo de migração dos dados e a customização do sistema custará cerca de R$ 1,5 milhão e será custeado pelo Ministério do Meio Ambiente. A expectativa é que o sistema esteja disponível ainda no final de abril. Enquanto não for liberado, a orientação é que os proprietários rurais façam o cadastro no sistema estadual.

O Cadastro Ambiental Rural é um registro público, eletrônico, de abrangência nacional feito junto ao órgão ambiental competente. Criado em 2012 pelo Novo Código Florestal Brasileiro, o registro é obrigatório para todos os imóveis rurais e tem como finalidade integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook     Siga o Portal GRNEWS no twitter

Minas Gerais tem aproximadamente 550 mil propriedades rurais e apenas 86 mil estão cadastradas. De acordo com o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz Reis Filho, a baixa adesão dos produtores mineiros ao cadastro se deve à ineficácia da plataforma estadual, adotada no governo anterior. “Houve uma decisão equivocada em desenvolver, paralelamente, uma plataforma estadual para o CAR. Além de ser totalmente online, limitando o acesso de muitos proprietários rurais ao sistema, a plataforma também é muito instável”, avalia.

Os recursos disponibilizados pelo Ministério do Meio Ambiente serão transferidos para a Universidade Federal de Lavras (Ufla), no Sul de Minas, que foi a desenvolvedora do sistema federal, e será responsável pelas modificações. O prazo para preenchimento do CAR se estende até o dia 5 de maio. O Governo de Minas também enviou ofício ao Ministério do Meio Ambiente, solicitando a prorrogação desse prazo por mais um ano. Ainda assim, a indicação da Seapa é que o produtor faça o cadastro o quanto antes. “Solicitamos a prorrogação, mas a decisão não é nossa”, esclarece o Secretário João Cruz.

O secretário informa, ainda, que outra ideia para acelerar os cadastros é capacitar os técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) para auxiliar os produtores. “A Emater deveria ter sido inserida no processo desde o início. A sua atuação é fundamental, já que está presente em 93% dos municípios mineiros”, explica. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm