Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Sem dinheiro, Antônio Júlio vai liberar 13º apenas para servidores da Educação


Os servidores públicos municipais de Pará de Minas continuam na expectativa de receber o décimo terceiro salário. Porém, as dificuldades financeiras da prefeitura vêm dificultando a quitação dos vencimentos.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O prefeito Antônio Júlio de Faria (PMDB) não tem escondido sua preocupação com o compromisso financeiro. O gestor público também explica que ainda faltam os recursos necessários para efetuar os pagamentos.

Entretanto, o chefe do Poder Executivo Municipal deu uma excelente notícia para os servidores da área da educação. Segundo ele, existe um saldo do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Essa verba é específica para da educação e será utilizado para o pagamento do décimo terceiro salário dos servidores dessa pasta. Uma forma de amenizar a situação dos pagamentos do funcionalismo público:

Antônio Júlio de Faria
antjul_13slr1


Antônio Júlio de Faria afirma que esse recurso não poder investido nas outras secretarias municipais. Será apenas um alento diante das dificuldades financeiras enfrentadas pelo município:

Antônio Júlio de Faria
antjul_13slr2

Ele informa que a folha de pagamentos da prefeitura de Pará de Minas custa mensalmente cerca de R$5,2 milhões. O prefeito ressalta que a verba de repatriação poderá ajudar no pagamento do décimo terceiro do restante dos servidores:

Antônio Júlio de Faria
antjul_13slr3

No município de São José da Varginha o prefeito Marcus Eugênio Sanches se tornou uma exceção. Ele foi um dos poucos gestores públicos que conseguiu pagar as folhas novembro e dezembro e o décimo terceiro salário em dia.

Para honrar os compromissos o prefeito fez um planejamento minucioso, cortou despesas e fez o dever de casa. A gestão dos municípios é tão controversa que honrar o pagamento de servidores deveria ser uma regra e se tornou uma exceção.

Um comentário

  1. cristina rodrigues

    o restante dos funicionarios ficarão a ver navios isso porque não tem direitos garantidos na administração municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm