Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Brasil antecipa expectativas de resultados da 10ª Cúpula dos Brics


Industrialização, novas tecnologias, crescimento inclusivo e a cooperação em temas de manutenção da paz e em assuntos de saúde, como a criação de uma plataforma de vacinação do bloco estão entre os temas que serão tratados na 10ª Cúpula do Brics, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O encontro será nos dias 25 e 27 de julho, em Johanesburgo, na África do Sul, com presença dos cinco chefes de Estado do bloco.

Segundo o ministro Kenneth Félix da Nóbrega, diretor do departamento de mecanismos inter-regionais do Itamaraty, entre as iniciativas brasileiras no encontro, há uma grande expectativa para a assinatura de memorando de entendimento sobre uma parceria em aviação regional no Brics. O documento, segundo ele, prevê estruturação de uma malha mais eficiente entre os cinco países do bloco.

“A ideia é levar um plano que temos com os Estados Unidos para os Brics. Será um intercambio de boas práticas sobre como viabilizar uma malha mais densa. A ideia é trocar informações sobre marcos regulatórios, além de prospecção de mercado para aeronaves regionais”, disse o ministro.

Outro resultado esperado pelo Brasil é o centro de pesquisas em vacinas do Brics. Voltado ao desenvolvimento de novas vacinas e à ampliação da capacidade de manufatura farmacêutica nos cinco países, o centro será construído na África de Sul, com financiamento integral da China. O Brasil é referência na vacinação contra a tuberculose.

Satélites
A cooperação sobre imagens de satélites sensoriais remotos dos países do Bricis também é esperada na 10ª Cúpula dos Brics. O acordo franquia o acesso a imagens de satélites dos Brics, que hoje, são adquiridas comercialmente. O acordo é visto como vantajoso para o Brasil que hoje compartilha imagens de satélites gratuitamente.

Os chefes de Estado dos cinco países-membros do bloco – que representam cerca de 23% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial – já confirmaram presença na reunião, onde serão tratados temas de cooperação econômica e desenvolvimento, entre outros.

Carne
Segundo Kenneth da Nóbrega, assuntos como o fim do embargo russo à carne suína e bovina do Brasil não fazem parte da agenda oficial do encontro, mas podem entrar na programação de reuniões bilaterais. O mesmo pode acontecer em relação à sobretaxa imposta ao frango brasileiro no início do mês passado pela China. Apesar disso, o Itamaraty diz que não há nada oficialmente marcado sobre esses temas.

No caso das carnes suína e bovina, desde o final do ano passado, as restrições foram anunciadas sob argumento de que haviam sido encontradas substâncias como estimulantes nos produtos brasileiros exportados para a Rússia. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm