Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Governo quer parcerias científicas para estimular atuação da Embrapa

embrapa
O governo brasileiro pretende estimular a atuação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), de modo que o país possa desenvolver ainda mais a produtividade agrícola. O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, durante palestra ministrada esta semana durante a abertura do 14º seminário Perspectiva para o Agrobusiness em 2015 e 2016, promovido pela BMF& Bovespa, em parceria com o ministério.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Ela informou que a própria Embrapa está estudando o modelo para esse upgrade, que passa por uma grande aliança com instituições voltadas para pesquisa e inovação. Segundo a ministra, a ideia é criar um fundo de captação de recursos internacionais com o propósito de desenvolver o setor.

“O Brasil e o único país que ainda tem terras agricultáveis e com 61% de áreas de preservação ambiental”, destacou Kátia Abreu. Para a ministra, com os recursos existentes, nos últimos dez anos o país conseguiu dobrar sua produtividade no campo.

De acordo com recente levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), só a produção de grãos da safra 2014/2015 deve crescer 5,6%, atingindo 204,5 milhões de toneladas. O incremento é equivalente a 10,9 milhões de toneladas. Na safra de 2013/2014, o volume alcançou 193,62 milhões de toneladas. A área plantada prevista é de 57,66 milhões de hectares, representando acréscimo de 1,1%.

As estimativas mostram um ganho de 2,3 milhões de toneladas, puxado, principalmente, pelo crescimento na produtividade de soja e do milho da segunda safra. No caso da soja, estão previstos 96 milhões de toneladas, 11,5% a mais que as 86,1 milhões da safra passada. Em relação ao milho, são 49,4 milhões de toneladas, 2% a mais que na safra passada.

Durante o encontro, Kátia Abreu rebateu críticas sobre o uso de agrotóxicos. Esclareceu que o próprio volume de exportações mostra que não há exagero no uso de defensivos agrícolas, uma vez que as mercadorias embarcadas passam por exames fitossanitários rigorosos. Em relação às aplicações, a ministra afirmou que o Brasil segue os padrões internacionais. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm