Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Cunha diz que não indicou um “alfinete” para o governo de Michel Temer

eduardo_cunha131015

O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse ontem (19), durante seu depoimento no Conselho de Ética, que não indicou “um alfinete” para o governo do presidente interino Michel Temer.

“Se achar que devo fazer gestão por quem quer que seja, eu faria, mas não o fiz. Não tem um alfinete nesse governo indicado por Eduardo Cunha”, afirmou.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Cunha rebateu o líder da Rede, Alessandro Molon (RJ), que criticou a influência de Cunha na Câmara e na montagem do governo Temer. O deputado é apontado como o dedo por trás das indicações de Alexandre de Moraes (ministro da Justiça), do advogado Gustavo do Vale Rocha (subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil) e Carlos Henrique Sobral (chefe de gabinete da Secretaria de Governo, ocupada por Gedel Vireira Lima).

Sobral foi assessor de Cunha na presidência da Câmara. Cunha também é apontado como responsável pela indicação do líder do governo, André Moura (PSC-SE).

Molon lembrou o argumento usado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para afastar Cunha por entender que ele usava o cargo para atrapalhar as investigações da Operação Lavas Jato. Em sua decisão, o ministro Teori Zavascki argumentou que a permanência de Cunha na presidência da Câmara “é um pejorativo que conspira contra a própria dignidade da instituição por ele liderada.”

Aos deputados, Molon questionou se a decisão teria conseguido, de fato, afastar a interferência de Cunha na Câmara. “O que tenho visto é que a influência dele talvez não tenha cessado. Cargos importantes têm sido ocupados pela força do poder do deputado Eduardo Cunha. Será que ele vai continuar agindo e operando para que sua força política continue prevalecendo na Casa e no governo federal?”

Em resposta, Cunha disse que as pessoas indicadas são de sua convivência e que a maioria é integrante ou próxima do PMDB. “Se os correligionários – com os quais tenho convivência – ocupam postos não quer dizer que foi Eduardo Cunha quem indicou e se indicasse não teria nenhum delito”, afirmou.

Cunha acusou Molon de tratar seus aliados como “capachos”. “Não é porque qualquer um nesta Casa ocupe qualquer posto que passa a ser manobra minha ou que sao meus capachos”, acrescentou. “Vossa excelência não tem o direito de dizer o que penso”, rebateu Molon.

Alessandro Molon criticou o fato de Cunha ter dito que o processo de cassação é fruto de “perseguição política”. O deputado lembrou que, tanto a denúncia contra Cunha quanto o afastamento dele das funções de parlamentar, foram acatadas pela unanimidade do STF.

“O processo dele é o mais longo da Câmara e ele [Cunha] diz que não houve manobra [para atrasar o processo]. O procurador-geral da República [Rodrigo Janot] elencou uma série de manobras que foram reconhecidas pelo ministro Teori [Zavascki] e confirmadas no afastamento dele também por 11 a zero”, destacou o deputado.

Molon reconheceu a dificuldade do Conselho de Ética em concluir pela cassação de Cunha, devido a um “um arcabouço jurídico para dar uma explicação que, de fato, desvie dele [a titularidade das contas no exterior].

A defesa de Cunha tem usado a estratégia de negar que o deputado seja o titular das contas descobertas durante as investigações da Lava Jato. “O banco suíço não acreditou nessa história; o Banco Central brasileiro também não acreditou; O Ministério Público da Suíça não acreditou, assim como o Ministério Público do Brasil. O STF não está acreditando nessa história… Resta saber se apenas o Conselho de Ética vai acreditar na história”, concluiu Molon.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm