Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Número de mortos nos atentados terroristas da Espanha sobe para 14

Quique Garcia/Agência Lusa/EPA/Direitos reservados

O número de pessoas mortas nos atentados jihadistas da região espanhola da Catalunha aumentou para 14 depois da morte, nesta sexta-feira (18), de uma mulher ferida ontem à noite no atropelamento de Cambrils, na província de Tarragona.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Segundo informaram à Agência EFE fontes do governo regional da Catalunha, é a primeira morte entre os seis pedestres feridos no atropelamento feito por cinco terroristas nessa cidade catalã. Os terroristas foram mortos posteriormente pela polícia.

As outras 13 vítimas morreram nesta quinta (17) em Barcelona, quando uma van invadiu a região das Las Ramblas, que deixou também 100 feridos.

Terceiro suspeito detido
A polícia da comunidade autônoma da Catalunha, na Espanha, deteve nesta sexta-feira (18) uma terceira pessoa em Ripoll, na província de Girona, por suposta vinculação com os atentados terroristas em Barcelona e Cambrils. A informação é da Agência EFE.

As forças de segurança confirmaram que a terceira detenção foi feita como parte do dispositivo iniciado ontem após os atentados, que causaram a morte de 13 pessoas e feriram mais de 100 no Boulevard de La Rambla, em Barcelona.

Durante a madrugada, a polícia da Catalunha também matou cinco terroristas que protagonizaram outro atropelamento em massa no Passeio Marítimo de Cambrils, uma cidade litorânea de Tarragona, ao sul de Barcelona, que deixou seis feridos.

A polícia catalã deteve, até o momento, três pessoas por suposta vinculação com esses atentados, que também estariam relacionadas com a explosão em uma residência na localidade de Alcanar (Tarragona) na noite de quarta-feira, dia 16, na qual uma pessoa morreu e outra ficou ferida.

De acordo com o chefe da polícia da Catalunha, Josep Lluís Trapero, os inquilinos da casa preparavam explosivos em seu interior com cilindros de gás butano.

Um dos detidos, que é natural da cidade espanhola de Melilla, no Norte da África, tem relação direta com essa explosão.

O segundo detido, localizado em Ripoll, seria a pessoa que supostamente alugou a van utilizada no atropelamento em Barcelona.

Moussa Oukabir é identificado como suposto autor
As forças de segurança da Espanha estão à procura de Moussa Oukabir, irmão mais novo de um dos detidos pelo atentado no Boulevard de La Rambla, em Barcelona. Ele foi identificado como o suposto autor do ataque dessa quinta-feira (17), que deixou 13 mortos e 100 feridos. A informação é da Agência EFE.

Ao serem questionadas pela Agência EFE, fontes policiais insistiram na hipótese de que Oukabir foi quem avançou com o veículo contra os pedestres que estavam no boulevard em Barcelona.

A polícia da comunidade autônoma da Catalunha prendeu ontem Driss Oukabir, irmão mais velho do procurado e cujos dados correspondiam ao da pessoa que alugou a van branca em um povoado da província de Barcelona.

Os investigadores tentam determinar se Driss teve algum tipo de participação ou se sua documentação foi utilizada pelo irmão.

Moussa Oukabir tinha até ontem um perfil aberto no Facebook, que depois foi fechado pela rede social, no qual afirmava que nasceu em Ibiza, vivia em Ripoll (Girona), estudava na Universidade de Barcelona e trabalhava para a Coca-Cola. Essas informações, no entanto, com exceção de seu local de residência, podem ter sido inventadas.

De acordo com o perfil no Facebook, Moussa esteve recentemente em Barcelona, Ibiza e Yecla (Murcia), e também no Brasil.

Entre as preferências do suposto autor do atentado na rede social apareciam multinacionais como Starbucks, Nike e Coca-Cola.

Moussa Oukabir também tinha uma conta no aplicativo de perguntas e respostas Kiwi, com o nome de usuário @moussastreetboy, mas suas últimas informações são de dois anos atrás.

Nesse aplicativo, um dos usuários lhe perguntou: “Em seu primeiro dia como rainha/rei absoluto do mundo, o que faria?”, e o jovem respondeu: “Matar os infiéis e só poupar os muçulmanos que seguem a religião”.

Polícia mata cinco supostos terroristas
A polícia do governo regional da Catalunha matou na noite desta quinta-feira (17) pelo menos quatro supostos terroristas no município de Cambrils, na província de Tarragona, na Espanha, durante uma operação relacionada com um possível atentado após o ataque ocorrido em Barcelona. As informações são da Agência EFE.

As autoridades catalãs informaram que os quatro supostos membros da célula terrorista teriam usado um veículo para atropelar várias pessoas no centro de Cambrils, que ficaram feridas. Após o atentado, os policiais interceptaram os terroristas e mataram quatro deles a tiros, enquanto um quinto criminoso ficou gravemente ferido.

Na madrugada desta sexta-feira (horário local), a polícia da região autônoma da Catalunha confirmou a morte do quinto integrante do grupo terrorista.

Segundo fontes policiais, os terroristas levavam coletes de explosivos presos ao corpo.

Novo ataque
O incidente aconteceu horas depois que outro ataque matou 13 pessoas e deixou quase 100 feridos após usar uma van para atropelar os pedestres que passeavam por Las Ramblas, o calçadão turístico de Barcelona.

As autoridades catalãs agora investigam a possível relação entre o atentado de Barcelona e o cometido pelos terroristas abatidos em Cambrils.

Por meio das redes sociais, os policiais pediram aos moradores de Cambrils que não saiam às ruas e não se coloquem em perigo. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm