Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Campo das Vertentes recebe novas unidades demonstrativas de fruticultura

Divulgação/Epamig

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) finalizou, neste mês de dezembro, a instalação de cinco novas Unidades Demonstrativas de fruticultura (UDs) na região do Campo das Vertentes. Ao todo, foram instaladas três novas unidades no município de Ibertioga e duas no município de Carandaí, todas voltadas para o plantio de videiras da variedade Niágara Rosada.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Atualmente, a Epamig conta com 27 UDs espalhadas pelos municípios de Barroso, Prados, Resende Costa, Lagoa Dourada, Coronel Xavier Chaves, Tiradentes, São João del-Rei, Carandaí, Ibertioga e Piedade do Rio Grande. Alguns desses municípios, como Prados, Lagoa Dourada, Carandaí e Ibertioga, possuem um convênio de cooperação técnica com a Epamig.

As unidades demonstrativas são áreas particulares (pertencentes aos produtores) para demonstrações práticas sobre o plantio de determinadas culturas. No caso do Campo das Vertentes, são cultivadas frutíferas de clima temperado (figo e uva). Com a implantação das UDs, a Epamig se responsabiliza pelo repasse de tecnologias e fornecimento de mudas, e os extensionistas da Emater-MG prestam assistência técnica.

“Também é imprescindível, o envolvimento das secretarias de Meio Ambiente e/ou Agricultura dos municípios”, observa o pesquisador, Paulo Norberto.

Segundo os pesquisadores Paulo Norberto e Ângelo Albérico, responsáveis pela implantação e orientação técnica das UDs, a diversificação de cultivo é uma alternativa para pequenos e médios produtores e também para o município, que ganha nova fonte de renda com as frutas e doces resultantes dessa ação.

“As UDs acabam incrementando a renda de 27 famílias, e o mais importante, motivam outros produtores a ampliar a área cultivada com frutas”, afirmam.

Os produtores das UDs, geralmente, iniciam sua plantação com figueiras, por ser uma cultura de manejo relativamente fácil, com a característica de geração de alto valor agregado, por meio da confecção de doces. Além da opção da venda do fruto, uma vez que, as agroindústrias da região carecem de matéria prima para o seu pleno funcionamento.

Numa segunda fase do programa, quando os produtores já estão mais familiarizados com o manejo, passa-se para o cultivo de outras frutíferas como o da uva para mesa das variedades Niágara rosada e Niágara Branca, muito apreciadas pelos consumidores e com bom preço de mercado na região. Os pesquisadores afirmam ainda que, das 27 Unidades Demonstrativas de frutíferas, 14 unidades cultivam as videiras.

Segundo o secretario Municipal de Meio Ambiente e Agricultura de Ibertioga, Moacir Oliveira, cerca de 90% da produção da região vem da monocultura do leite. Para mudar esse cenário, foram escolhidos três pequenos produtores para receberem 600 mudas de videira Niágara rosada e que serão acompanhados pelos pesquisadores da Epamig durante todo o processo.

“O presidente da Epamig, em visita ao município, comentou com conosco a possibilidade de plantarmos oliveiras em Ibertioga. Como não temos frio suficiente, os pesquisadores da Epamig, sugeriram o cultivo da videira” observa Moacir. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm