Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Corpo Artístico do Municipal do Rio mostra resistência e encena novo espetáculo

Júlia Ronai/Divulgação/Theatro Municipal

Mesmo enfrentando dois meses de atraso de salários e sem o pagamento do décimo terceiro de 2016, o corpo artístico do Theatro Municipal do Rio de Janeiro estreou na quinta (15) o espetáculo Carmina Burana, uma cantata composta nos anos 30 do século passado pelo alemão Carl Orff, que reunirá pela primeira vez neste ano o Corpo de Baile, o Coro e a Orquestra Sinfônica do teatro, vinculado à Secretaria de Estado de Cultura.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A ideia de encenar a cantata com uma coreografia foi do diretor artístico do Theatro Municipal, André Heller-Lopes. “Mas a glória da coreografia é toda do Rodrigo Neri [do Corpo de Baile] e das diretoras artísticas do Ballet, Ana Botafogo e Cecília Kerche”, disse.

Popularização
Apesar do momento difícil que o estado do Rio de Janeiro e o país atravessam, segundo Heller-Lopes, é um dever dos funcionários do teatro garantir o acesso da população a obras como essa.

“O Theatro Municipal é perfeito para balé, ópera e concerto. A gente precisa mostrar isso para as pessoas. Levar essa arte que eles fazem tão bem para que todo mundo possa ter direito de assistir esse espetáculo”.

O espetáculo Carmina Burana terá sessões nos dias 17, 18 e 20, a preços populares. As entradas custam R$ 20 (galeria), R$ 30 (balcão superior), R$ 50 (plateia/balcão nobre) e R$ 300 (camarotes/frisas).

A obra é a terceira montada pelo Municipal nos últimos três meses, apesar do agravamento da crise nas contas do estado. “Com toda a situação delicada, já conseguimos fazer três grandes espetáculos. É um grande desafio.” Os primeiros foram as óperas Jenufa e Norma, esta última com ingressos a R$ 10.

Doações
O Theatro Municipal continua recebendo doações de alimentos para os funcionários com salários atrasados. “A gente continua recebendo doações e, acima de tudo, continua fazendo arte da melhor qualidade, e insistindo muito em ser acessível, em trazer a arte para muita gente”, disse Heller-Lopes.

O diretor destacou que os bailarinos, cantores e músicos, “mais que agradecem as doações”, mas que o mais importante para os artistas continua sendo “o aplauso do público, a presença, a demanda de espetáculos sempre”. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm