Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Abrinq lança cartilha para monitorar projetos sobre crianças e adolescentes

A Fundação Abrinq lançou nesta terça (16), em Brasília, a quarta edição do Caderno Legislativo da Criança e do Adolescente, que analisa 25 propostas de preservação dos direitos do segmento em andamento no Congresso. A publicação existe desde 2014 e a edição deste ano reforça assuntos prioritários.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Com interface bastante didática, o conteúdo segue a divisão de três eixos da Abrinq: proteção, educação e saúde. A versão impressa é complementada pelo site Observatório da Criança e do Adolescente, que é atualizado conforme a organização se posiciona sobre as matérias em tramitação. O portal disponibiliza mais de 100 indicadores nacionais e estaduais e 62 municipais.

De acordo com a administradora executiva da Abrinq, Heloisa Helena Silva de Oliveira, o objetivo é trazer as proposições para debate entre os formadores de opinião, comunicadores e políticos. A iniciativa auxilia na mobilização e no destaque dos projetos, que “competem com diversas pautas”. “Existe uma visão voltada para os efeitos e resultados dos problemas sociais”, acrescentou.

Como exemplo, Heloisa citou o tratamento dado a crianças e adolescentes que cometem atos infracionais. Segundo ela, os primeiros delitos registrados nesses casos não são graves e se tornam mais sérios por um sistema que priva o indivíduo do devido acompanhamento. “O combate não deve ser somente à violência letal, mas a sua origem. Orientar a família, mais do que combater efetivamente, quando [a violência] já se estabeleceu”, argumentou.

Demora
No ano passado, apenas 23 das 2.769 propostas com temas diretamente relacionados à criança e ao adolescente tiveram exame concluído no Congresso. Segundo Heloisa, o ritmo lento de análise das proposições nas duas casas do Legislativo se deve a muitos fatores, entre eles o equívoco sobre as competências dos Poderes, como a sugestão de modificações em programas de responsabilidade do Executivo.

De acordo com a administradora da Abrinq, garantir adequação técnica aos textos em apreciação é outro aspecto importante para que a tramitação siga adiante. Já o secretário executivo da Rede Nacional Primeira Infância, Vital Didonet, destacou que o perfil dos parlamentares também define o andamento das propostas ligadas à infância e à adolescência e que, atualmente, a composição do Congresso é “retrógrada”. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm