Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Período de seca exige cuidados redobrados na prevenção à Febre Maculosa Brasileira

carrapato_estrela
Ainda que os casos de Febre Maculosa Brasileira possam acontecer durante todo o ano, é preciso redobrar os cuidados na prevenção entre os meses de abril e novembro, conhecido como período de seca. A doença infecciosa é transmitida por meio da picada de carrapatos infectados com a bactéria Rickettsia rickettsii.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook     Siga o Portal GRNEWS no twitter

 A referência técnica do Programa da Febre Maculosa Brasileira da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Grais (SES-MG), Bruna Dias Tourinho, explica que nesta época do ano “há predomínio das formas de larva e ninfa do carrapato (chamados de micuins e vermelhinhos), que são pequenas e difíceis de serem visualizados no corpo. Por esse motivo, elas tendem a permanecer mais tempo aderidos no corpo das pessoas até que sejam identificados e retirados. Consequentemente, o risco de infecção e a frequência de casos de febre maculosa que são maiores neste período do ano”.

Bruna esclarece, ainda, que “populações expostas a ambientes onde há presença de carrapatos (áreas rurais, matas, cachoeiras, pasto sujo, áreas com presença de animais domésticos ou silvestres, parques, beira de rios e lagoas) ou a animais que participam do ciclo de transmissão da doença (roedores, cães, cavalos, capivaras e bois), ou aqueles que frequentam áreas onde a transmissão da FMB é conhecida, são as que apresentam maior risco para se infectarem”.

Dessa forma, é importante que a população esteja atenta para a vistoria frequente do corpo e retirada de carrapatos o quanto antes.

Sintomas da Febre Maculosa Brasileira
No estágio inicial, os sintomas da doença incluem febre, em geral alta, dor de cabeça, dores musculares intensas, mal estar generalizado, náuseas e vômitos.

Bruna Dias Tourinho destaca a necessidade de estar atento aos sintomas, uma vez que podem ser facilmente confundidos com outras doenças. “É fundamental que, diante dos primeiros sinais, o paciente procure o serviço de saúde imediatamente e relate ao profissional médico que esteve em áreas propícias para a presença de carrapatos”.

Em Minas Gerais, no período de 2000 a 2015, os casos de Febre Maculosa Brasileira ocorreram principalmente nas macrorregiões Centro (22,4%), Leste (21,2%), Nordeste (15,3%) e Sudeste (13,0%) do estado. Os municípios que apresentaram o maior registro de casos da doença neste período foram Juiz de Fora (10,3%), Coronel Fabriciano (7,5%) e Santa Luzia (3,3%).

Tratamento pelo SUS
A partir da suspeita de Febre Maculosa Brasileira, o tratamento deve ser iniciado imediatamente, não se devendo esperar a confirmação laboratorial do caso. A duração do tratamento irá depender da gravidade do caso, mas recomenda-se que ele continue até três dias após o término da febre.

Confira abaixo os principais cuidados a serem tomados na prevenção da Febre Maculosa Brasileira:
– Ao frequentar áreas propícias para a presença de carrapatos (áreas rurais, matas, cachoeiras, pasto sujo, áreas com presença de animais domésticos ou silvestres, parques, beira de rios e lagoas), devem ser tomados os seguintes cuidados:

– Utilizar repelentes à base da substância Icaridina, que são eficazes na prevenção de picadas por carrapatos;

– Utilizar vestimentas longas e de cor clara, que permitem a fácil visualização dos carrapatos, além de calçados fechados e de cano longo são bastante importantes;

– Evitar sentar ou deitar em gramados nas atividades de lazer, como caminhadas, piqueniques ou pescarias;

– Examinar o corpo com frequência, tendo em vista que quanto mais rápido os carrapatos forem retirados, menor a chance de infecção;

– Se verificada a presença de carrapatos, retirá-los com leves torções e evitando o esmagamento de seu corpo com as unhas (já que pode haver contato com a bactéria presente no animal dessa maneira);

– Utilizar equipamentos de proteção individual (EPI’s) nas atividades desenvolvidas em ambientes propícios para a presença de carrapatos (macacões de manga comprida, meias e botas de cor clara);

– Manter pastos, lotes e áreas públicas sempre limpas, para evitar a proliferação de carrapatos;

– Utilizar carrapaticidas periodicamente em cães, cavalos e bois, conforme recomendações do profissional médico veterinário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm