Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

MG: Desafios da irrigação para agropecuária são debatidos na reunião da Força-Tarefa

defagriv
A força-tarefa criada pelo governador Fernando Pimentel para gerir a escassez hídrica em Minas Gerais se reuniu nesta segunda-feira (13/4) para dar seguimento às discussões sobre a questão da falta de água em Minas Gerais. Coordenada pelo secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, a reunião teve a apresentação do superintendente de Desenvolvimento Agropecuário e de Silvicultura, da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Lucas Rocha Carneiro, sobre a questão da irrigação em Minas Gerais.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook     Siga o Portal GRNEWS no twitter

Carneiro afirmou que a falta de chuvas atinge principalmente a agricultura de sequeiro (milho, por exemplo) e pastagens degradadas e apontou o caminho. “A escassez hídrica pode ser mais bem controlada pelas inovações tecnológicas”, explicou. Segundo ele, o problema que afeta mais a produção de grãos, na realidade, é o aumento da temperatura, fator ligado ao aquecimento global.

Para evitar perdas na agropecuária, Lucas recomenda aplicação de novas tecnologias nos sistema de irrigação, que pode economizar até 30% da água utilizada. “O problema é que esse sistema necessita de projeto para ser executado”, afirma. Atualmente, dos três milhões de hectares de grãos cultiváveis em Minas Gerais, menos de 10% são irrigados.

Para ampliar essa técnica, segundo Carneiro, há uma série de desafios, tais como, identificar áreas prioritárias para implementação de ações visando à melhora das operações de irrigação; ações de qualificação em manutenção e manejo do sistema de irrigação; promoção do monitoramento da disponibilidade hidráulica e a modernizar do sistema de irrigação, em consonância com a Política Nacional de Irrigação, do Governo Federal.

Segundo o coordenador da força-tarefa, Helvécio Magalhães, o próximo passo é fazer um diagnóstico da irrigação em Minas, elegendo regiões prioritárias para ações imediatas que envolvam vários órgãos. “Um dos pontos centrais é evitar a perda de água. Em vez de irrigar, ainda jogamos água em muitas culturas. Temos pontos de excelência e outros muito atrasados, com estruturas arcaicas de irrigação. É fundamental dar mais eficácia ao processo”, destacou. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm