Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Condenado mais um dos acusados de matar ex-prefeito de Mariana

Foi condenado nesta segunda, 13 de março, a 14 anos de prisão, em regime inicial fechado, um dos acusados de matar o ex-prefeito de Mariana, em 15 de maio de 2008. O réu, considerado o mandante do crime, encontra-se preso e foi negado a ele o direito de recorrer em liberdade. O júri foi presidido pelo juiz Alexandre Cardoso Bandeira, do 2ºII Tribunal do Júri da Comarca de Belo Horizonte.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O ex-prefeito foi morto com quatro tiros em um posto de gasolina de sua propriedade, localizado na MG-262, no trecho que liga Mariana a Ponte Nova. De acordo com os autos, o crime foi cometido por motivos políticos, porque o réu tinha interesse em concorrer para o cargo de prefeito da cidade, pretensão ameaçada pela candidatura da vítima.

O Conselho de Sentença, composto por um homem e seis mulheres, considerou o réu culpado por homicídio qualificado – por uso de recurso que dificultou a defesa da vítima –, não reconhecendo a qualificadora do motivo torpe. O promotor Francisco de Assis Santiago representou o Ministério Público. Já a defesa ficou a cargo do defensor Bruno César Gonçalves da Silva.

Fixação da pena
Ao definir a pena, o juiz Alexandre Cardoso Bandeira observou, entre outros aspectos, que o réu não possuía maus antecedentes nem havia dados desabonadores de sua conduta social. Assim, estabeleceu a pena -base no mínimo legal –12 anos de reclusão –, aumentando-a em 1/6, diante da qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima. Assim, a pena final foi fixada em 14 anos de reclusão em regime inicial fechado.

Em sua sentença, o magistrado negou ao réu, que responde ao processo preso, o direito de recorrer em liberdade, ressaltando que o delito se deu “com ares de execução sumária, visto que o veículo da vítima fora interceptado pela motocicleta em que estavam os executores, que obrigaram o veículo a parar mediante disparos de arma de fogo. Por outro lado, merece registro o fato de que o processo foi desaforado devido ao clamor gerado na comarca de Mariana, estando a prática do crime intimamente ligada às questões políticas do pleito de 2008 para o cargo de prefeito”.

Outros réus
Dois outros acusados do crime foram condenados em primeira instância pelo assassinato do ex-prefeito, respectivamente, em 10 de junho de 2014 e 26 de abril de 2016. Ambos também receberam a pena de 14 anos de reclusão em regime inicial fechado. Com informações da Assessoria de Comunicação Institucional TJMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm