Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

Número de pessoas com pressão alta aumenta em todo o mundo

O número de pessoas com pressão arterial alta aumentou substancialmente em todo o mundo nos últimos 25 anos, colocando bilhões em risco elevado de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e doenças renais, diz um novo estudo publicado na terça-feira. As informações são da agência chinesa Xinhua.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Pesquisadores do Instituto de Métricas de Saúde e Avaliação da Universidade de Washington (EUA) analisaram 844 estudos de 154 países que incluíram 8,69 milhões de participantes para examinar a carga de saúde associada à pressão arterial sistólica (PAS), a pressão quando o coração bate enquanto bombeia sangue.

De acordo com o estudo publicado na revista científica americana Journal of the American Medical Association (JAMA), a PAS de pelo menos 110 mm Hg tem sido relacionada a múltiplos resultados cardiovasculares e renais, incluindo doença cardíaca isquêmica, doença cerebrovascular e doença renal crônica.

Verificou-se que a taxa de pressão arterial sistólica de pelo menos 110 a 115 mmHg aumentou de 73.119 para cada 100 mil pessoas em 1990, para 81.373 por 100 mil em 2015 e que a PAS de 140 mmHg ou mais, uma condição conhecida como hipertensão, aumentou de 17.307 pessoas em 1990 para 20.526 por 100 mil pessoas.

No geral, estima-se que 3,5 bilhões de indivíduos tenham um nível de PAS de pelo menos 110 a 115 mm Hg e 874 milhões de indivíduos tinham hipertensão em 2015. Além disso, o aumento da PAS foi associado a mais de 10 milhões de mortes em 2015, um aumento de 1,4 vezes desde 1990, tornando-o a principal contribuinte global para a morte evitável.

O maior número dessas mortes deveu-se à cardiopatia isquêmica (4,9 milhões), acidente vascular cerebral hemorrágico (2,0 milhões) e acidente vascular cerebral isquêmico (1,5 milhão), disse o estudo. “Essas estimativas são preocupantes”, escreveram os pesquisadores, acrescentando que “a epidemia global de obesidade pode aumentar ainda mais a PAS em algumas populações”.

O estudo também descobriu que a China, a Índia, a Rússia, a Indonésia e os Estados Unidos representaram mais da metade dos anos de vida perdidos devido à elevação da PAS.

“Tanto o número projetado quanto a taxa de prevalência de PAS de pelo menos 110 a 115 mmHg provavelmente continuarão a aumentar globalmente”, disse o estudo. “Essas descobertas devem apoiar o aumento dos esforços para reduzir a carga da doença.” Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm