Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Antes de ser afastada, Dilma cria programa de acesso à internet

dilma_rousseff120516b
Antes de se afastar do cargo, a presidente Dilma Rousseff assinou vários atos administrativos com os quais exonera ministros, nomeia técnicos para cargos na esfera federal, regulamenta leis e institui um programa para tentar universalizar o acesso à internet.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Só na área ambiental, o Diário Oficial da União de hoje (12) traz decretos presidenciais que criam parques e florestas nacionais no Amazonas; normatizam uma área de proteção ambiental e autorizam o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a destinar o valor das doações feitas ao Fundo Amazônia para ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento e de promoção da conservação e do uso sustentável da Amazônia Legal..

Um dos decretos presidenciais – publicado sem número e com data de ontem (11) – institui o Parque Nacional do Acari, localizado nas cidades amazonenses de Apuí, Borba e Novo Aripuanã para proteger a diversidade biológica de parte dos rios Acari, Camaiú, Sucunduri, Abacaxis e de seus afluentes; contribuir para a estabilidade ambiental da região e proporcionar o desenvolvimento de atividades de recreação em contato com a natureza e o turismo ecológico.

Outros dois decretos criam a Floresta Nacional do Aripuanã, que abrange parte dos municípios de Apuí, Manicoré e Novo Aripuanã, e a Floresta Nacional de Urupadi, em Maués (AM). As duas iniciativas visam promover o manejo de uso múltiplo sustentável dos recursos florestais; a manutenção e a proteção dos recursos hídricos e da biodiversidade e apoiar o desenvolvimento de métodos de exploração sustentável dos recursos naturais. As três unidades serão administradas pelo Instituto Chico Mendes.

Já o Decreto 8.775 dispõe sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) de Cairuçu, em Paraty (RJ), instituída em 1983. A APA terá o seu zoneamento e as normas gerais que presidem o uso da área e o manejo dos recursos naturais definidos pelo plano de manejo da unidade de conservação, que deverá ser atualizado pelo Instituto Chico Mendes em até 90 dias a partir de hoje.

Internet e transparência pública
Na véspera de se afastar do cargo, Dilma também homologou a criação do Programa Brasil Inteligente, anunciado na última segunda-feira (9). O projeto é uma nova fase do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).

De acordo com o Decreto 8.776, o propósito é universalizar o acesso da população à internet. Para atingir o objetivo, o programa estabelece a necessidade de que as redes de transporte de dados em fibra óptica sejam expandidas, havendo, ainda, a ampliação da abrangência das redes de acesso por fibras ópticas em áreas urbanas e o aumento da cobertura de banda larga móvel em vilas e aglomerados rurais. Os serviços de educação e saúde públicos terão atendimento prioritário na instalação de internet de alta velocidade.

A pretexto de aprimorar a cultura de transparência pública e facilitar o acesso dos cidadãos aos dados [informações] produzidos pelo governo federal, o Decreto 8.777 institui a Política de Dados Abertos do Poder Executivo Federal. A gestão da Política de Dados Abertos será coordenada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e, entre outros fins, deverá “garantir acesso irrestrito às bases de dados”.

Polícia agropecuária
O Diário Oficial traz também o decreto presidencial que dispõe sobre a Força Nacional do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária. Criado no começo do mês para prevenir e combater situações que ameacem lavouras e rebanhos, o grupo de elite será formado por fiscais agropecuários para executar medidas de prevenção, vigilância, assistência e controle de situações de risco epidemiológico e de desastres fitossanitários e zoossanitários que ameacem lavouras e rebanhos.

A força será coordenada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e poderá ser empregada sempre que for declarada a emergência fitossanitária ou zoossanitária. A exemplo da Força Nacional de Segurança Pública, a tropa de vigilância agropecuária será convocada a pedido de estados e municípios. O ato ministerial convocatório deverá conter os limites, o prazo e a delimitação da área de atuação; a indicação das medidas fitossanitárias e zoossanitária a serem implementadas e as diretrizes que nortearão o desenvolvimento das operações.

Dilma também assinou o Decreto 8.772, que regulamenta lei do ano passado que dispõe sobre o acesso ao patrimônio genético, sobre a proteção e o acesso ao conhecimento tradicional associado e sobre a repartição de benefícios para conservação e uso sustentável da biodiversidade. E aprovou a nova estrutura regimental e funcional do Ministério do Esporte, remanejando e extinguindo cargos. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm