Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Moreira diz que “A Eletrobras não capitalizada é a manifestação do atraso”

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O novo ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, afirmou nesta quarta-feira (11) acreditar que o Congresso Nacional “haverá de entender” a necessidade de privatização da Eletrobras. A declaração foi dada durante a cerimônia de transmissão de cargo, até então ocupado pelo deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE), e que contou com a participação de outros ministros, como Eduardo Guardia (Fazenda), Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Segurança Pública) e Esteves Colnago (Planejamento). O Congresso analisa o projeto de lei que trata da privatização.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Moreira Franco revelou que o presidente Michel Temer deverá publicar, já nesta quinta-feira (12), o decreto que inclui a Eletrobras no Plano Nacional de Desestatização, uma pré-condição para que a privatização da estatal.

“A Eletrobras não capitalizada é a manifestação do atraso, de problemas que se apresentarão no futuro e da negligência com o dinheiro dos brasileiros”, disse em discurso para uma plateia composta também pelo novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, e pelo próprio presidente do grupo Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, que continuará no cargo, além de dezenas de funcionários do ministério e de associações e representantes de empresas dos setores de óleo e gás, mineral e elétrico.

Moreira Franco disse que recebeu a missão do presidente Michel Temer para dar continuidade à atual política econômica, focada em valores como previsibilidade e segurança jurídica e criticou o que chamou de “deformação ideológica” que teria marcado a gestão do setor nos anos anteriores ao atual governo. Ele prometeu avançar na aprovação dos marcos legais do setor elétrico e também da mineração, que tramitam no Congresso Nacional.

Equipe
Em pronunciamento, Moreira Franco anunciou os principais nomes de sua equipe. No lugar de Paulo Pedrosa, que era o secretário-executivo da pasta até a semana passada, assume Márcio Félix, que ocupava a Secretaria de Óleo e Gás. Para esta secretaria, foi indicado João Vicente de Carvalho Vieira, que ocupava uma das principais diretorias também da área de petróleo e gás do ministério. Na Secretaria de Geologia e Mineração da pasta, Moreira decidiu manter Vicente Lôbo. O mesmo vai ocorrer na Secretaria de Energia Elétrica, com a permanência de Fábio Lopes Alves. “Seus secretários agora são meus secretários”, afirmou Moreira ao agora ex-ministro Fernando Coelho Filho, que deixou o cargo para concorrer às eleições deste ano. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm