Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Mudança na lei pode ser proposta pela AGU para resolver dívida da Oi com Anatel

Uma mudança na lei pode ser necessária para resolver a dívida de mais de R$ 10 bilhões da operadora de telefonia Oi com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e bancos públicos, disse hoje (10) a advogada-geral da União, Grace Mendonça. Ela participou da primeira reunião de um grupo de trabalho com representantes de vários ministérios para encontrar uma saída legal para a companhia, que está em processo de recuperação judicial desde junho do ano passado.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Após reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, Grace Mendonça disse que o grupo de trabalho está disposto a analisar todas as opções, desde que haja sustentação jurídica. Entre as hipóteses, estão a renegociação parcial da dívida bilionária dentro das regras da Medida Provisória 780, que criou o parcelamento para as autarquias; o alongamento de prazos para o pagamento dos débitos e a conversão em investimentos de parte das multas aplicadas pela Anatel à operadora.

“É um início de trabalho. Não há a exclusão de nenhuma possibilidade”, declarou Grace. Além da Advocacia-Geral da União e do Ministério da Fazenda, o grupo de trabalho tem representantes do Ministério das Comunicações, da Anatel, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

Caso a solução definida pelo grupo não tenha respaldo na legislação vigente, o governo poderia enviar uma proposta (projeto de lei ou medida provisória) ao Congresso, segundo a advogada-geral da União. Grace Medonça, no entanto, não entrou em detalhes. “Nesse caso, o governo teria de se socorrer no Congresso Nacional”, declarou. “Nossos esforços são para manter a prestação de serviços, a capilaridade da empresa e os empregos”, acrescentou. A advogada-geral não comentou a possibilidade de a Anatel intervir na companhia ou de o Tesouro Nacional socorrê-la.

A próxima reunião do grupo de trabalho está marcada para segunda-feira (16). Em 23 de outubro, a assembleia de credores da Oi promoverá uma assembleia para decidir se aceita a proposta de recuperação judicial da companhia. Diferentemente dos débitos com a Anatel e os bancos oficiais, as dívidas da operadora com os demais credores (como fornecedores e funcionários) em negociação na Justiça não podem entrar em parcelamentos especiais. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm