Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

Obras em malhas rodoviárias viabilizam turismo e desenvolvimento econômico nos Territórios de Desenvolvimento

A gerente de pista de um posto de combustíveis, em Curvelo, no Território Central, Daniela Moreira Soares, 29 anos, se lembra bem dos vários relatos dos transtornos e insegurança de quem fazia percurso até os diversos distritos e outras localidades ao longo da rodovia LMG-754, ainda quando a via era de terra e cascalho, com pontes ruins e estreitas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Entretanto, as dificuldades enfrentadas pela gerente e pela comunidade que vive às margens da rodovia acabarão em breve, com o término das obras de construção e pavimentação do trecho rodoviário Curvelo – Cordisburgo, com extensão de 40 Km.

“A nova estrada vai proporcionar mais segurança e conforto, além de facilitar o acesso aos diversos distritos ao longo desse trecho rodoviário. O tempo de viagem para Sete Lagoas também diminuirá, além de propiciar uma viagem mais segura, tranquila e confortável”, ressalta Daniela Soares.

De acordo com o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG), além da pavimentação e melhorias da rodovia, outras intervenções estão sendo feitas na região para atender reivindicações antigas, manifestadas pela população durante a instalação do Fórum Regional de Governo Território Central, em Curvelo, em agosto de 2015.

A Avenida Brasil, com 2,7 quilômetros em Curvelo, na saída para Cordisburgo, por exemplo, foi duplicada e tem pavimento novo, todo asfaltado, viaduto duplicado e sinalizações horizontal e vertical já implantados.

“Considero que a nova Avenida Brasil e a rotatória, bem em frente aqui do posto de combustíveis será mais um cartão postal de Curvelo”, elogia Daniela Soares.

A região também está sendo contemplada com a construção de cinco pontes. Duas sobre o Riacho Fundo, com 36 metros de extensão; uma sobre o Ribeirão Maquiné, com 40 metros de extensão, outra sobre o Córrego Quintino Vargas, com 30 metros de extensão; e a última sobre o Ribeirão do Onça e a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), com 180 metros de extensão, esta na chegada a Cordisburgo.

O valor total previsto para as obras é de R$ 87,68 milhões. As obras tiveram início em setembro de 2013, foram paralisadas em novembro de 2014 e reiniciadas em 23 de setembro de 2015. Agora estão em fase de conclusão.

Fortalecimento produtivo e turístico
Em outra parte do estado, no Território Vertentes, as obras de asfaltamento dos 28,8 quilômetros que ligam Carandaí a Lagoa Dourada, na MG-275, vão beneficiar diretamente os moradores dos dois municípios, bem como outras 80 cidades da região.

No km 15 da mesma rodovia foi construída uma nova ponte, mais segura e moderna, sobre o Rio Carandaí, com 48 metros de comprimento e 10,6 de largura.

A região, rica em patrimônio histórico e em atrações turísticas, é também importante pólo de produção de hortifrutigranjeiros e trigo. A expectativa do produtor rural de Lagoa Dourada, Carlos Geraldo Ignacchiti, é de aumento nas vendas com maior escoamento da produção.

“Escoar nossos produtos, na maioria, perecíveis, sempre foi uma dificuldade, principalmente nos períodos chuvosos. A obra de asfaltamento é um ganho significativo para os produtores rurais da região”, comemora o produtor.

Outra vantagem é que o tempo médio de deslocamento entre Carandaí e Lagoa Dourada será reduzido em 30 minutos, já que houve também a redução e modernização do traçado original da rodovia.

Além disso, de acordo com o DEER, a pavimentação da MG-275 facilitará, sobretudo, o acesso ao Sul de Minas Gerais, por meio das ligações entre as rodovias BRs 383, 040 e 381.


Contexto das obras
Desde julho de 2015 o Governo de Minas Gerais retomou uma série de obras rodoviárias que haviam sido paralisadas ao longo de 2014 pela gestão do governo anterior. A Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop), por meio do DEER, reiniciou as obras a partir do segundo semestre do ano passado, sendo que algumas já foram concluídas e inauguradas, e a maioria será entregue ao longo de 2017.

Ao todo já foram investidos pelo Governo de Minas Gerais, nos últimos dois anos, R$ 340,4 milhões em execução das obras de expansão e R$ 754 milhões em manutenção e outras ações nos mais de 26 mil quilômetros de vias mantidas pelo Estado.

Segundo o diretor-geral do DEER-MG, engenheiro Célio Dantas de Brito, “as obras rodoviárias estão com bom ritmo de execução e continuam seguindo o cronograma programado”.

Segundo Brito, a retomada das obras pelo Governo do Estado, a partir de julho de 2015, tem sido viabilizada econômica, financeira e tecnicamente com o apoio do governador e de sua equipe de Governo, o que garante um ritmo normal dos trabalhos planejados. “Isso permite ter a certeza de que serão concluídas ao longo do próximo ano”, diz. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm