Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Lançado plano para fortalecer comunidades ribeirinhas

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo lançou o Plano Nacional de Fortalecimento das Comunidades Extrativistas e Ribeirinhas (Planafe) que prevê integrar e adequar as políticas públicas para a melhoria da qualidade de vida dos povos tradicionais e para a conservação do meio ambiente em seis biomas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A inclusão social, o fomento à produção sustentável, a infraestrutura (principalmente energia e água) e a gestão ambiental e territorial são os quatro eixos do Planafe. A partir deles, segundo o Ministério do Meio Ambiente, a iniciativa vai abordar questões como o acesso às políticas de saúde e educação, a regularização fundiária dos territórios ocupados pelas comunidades, o aumento da produção e da renda e a exploração ambiental equilibrada da sociobiodiversidade.

Instituído em abril, o plano interministerial é uma reivindicação antiga dos extrativistas e ribeirinhos. “O Planafe é uma grande conquista dos movimentos extrativistas que há muitos anos vêm demandando do governo espaço de diálogo específico para dar visibilidade a esse público nas políticas governamentais”, disse a secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável, Juliana Simões. “É um conjunto de iniciativas que vai promover o desenvolvimento sustentável dessas populações porque desejamos que elas permaneçam no campo com qualidade de vida, cuidando das florestas”.

Segundo a secretária, 234 mil famílias extrativistas e ribeirinhas já foram mapeadas, mas a estimativa é de que esse número seja maior. “Nesse primeiro momento, o plano atenderá a famílias que estão nos assentamentos diferenciados do Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária], nas unidades de conservação e os ribeirinhos que estão na base da Secretaria de Patrimônio da União”, afirmou.

O presidente do Conselho Nacional das Populações Extrativistas, Joaquim Belo, destacou a importância do plano no ano em que se completam 30 anos da morte de Chico Mendes, assassinado em Xapuri (AC). “A importância do plano é no sentido de buscar a articulação das políticas públicas”, disse o extrativista do Amapá. “Ter uma reserva extrativista criada não significa que tudo está resolvido porque a riqueza é fruto de disputa permanente.” Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm