Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

Economista avalia reflexos da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos para o Brasil

donald_trump091116
O mundo inteiro foi surpreendido na madrugada desta quarta-feira (9), horário de Brasília, quando foi anunciado o resultado das eleições presidenciais nos Estados Unidos da América. Após uma longa jornada, os norte-americanos conheceram o novo comandante da maior potência do planeta.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O empresário Donald Trump, do partido Republicano, venceu a disputa com Hillary Clinton, representante do partido Democrata. O bilionário que no começo foi alvo de muitas polêmicas, acabou vencendo o pleito.

A votação nas urnas ficou praticamente empatada entre os dois candidatos. Porém, Donald Trump conseguiu o número necessário de delegados que representam os estados. O quantitativo mínimo era de 270 e ele conquistou o apoio de 276 delegados.

Com discursos inflamados, promovendo o fechamento da fronteira dos EUA com o México, e prometendo tomar medidas para fortalecer a economia americana, o presidente eleito foi o voto da mudança.

Com isso, as bolsas de valores sofreram quedas ao redor do mundo nesta quarta (9) e o mercado financeiro ficou totalmente instável. O resultado das eleições norte-americanas contrariou pesquisas que apontavam Hillary Clinton como vencedora.

Agora surgem algumas perguntas sobre a mudança política nos Estados Unidos. Como ficará a economia com o futuro presidente da maior potência financeira do mundo? Como o Brasil será afetado pelo novo governo?

Na avaliação do economista Eduardo de Almeida Leite, o novo líder da nação norte-americana é muito imprevisível. Com isso os investidores estão refazendo os cálculos para ver qual será a postura que será adotada no futuro:

eduardodealmeidaleite091116
Eduardo de Almeida Leite
trumpeduardodealmeidaleite1

Em relação à economia brasileira a situação é mais preocupante. O analista econômico explica que o partido Republicano sempre defendeu o livre comércio. Já o presidente eleito prefere medidas protecionistas e que promovam apenas os interesses dos EUA:

Eduardo de Almeida Leite
trumpeduardodealmeidaleite2

Ele não acredita que o futuro presidente dos Estados Unidos executará alguns dos projetos apresentados durante a campanha. Isso só aumenta a imprevisibilidade de Dona Trump à frente da Casa Branca:

Eduardo de Almeida Leite
trumpeduardodealmeidaleite3

Durante a campanha o presidente eleito não citou os países da América Latina sobre qualquer restrição. Por isso é preciso aguardar a política econômica que será praticada pelo novo governo dos americanos:

Eduardo de Almeida Leite
trumpeduardodealmeidaleite4

O empresário americano nunca ocupou qualquer cargo público no país. A partir do dia 20 de janeiro, quando tomará posse, ele será o 45º presidente dos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm