Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Bom Senso F.C. pede a renúncia de Del Nero da presidência da CBF

marco _polo_del_nero
Jogadores, técnicos e ex-atletas profissionais de futebol que integram o Bom Senso F.C. pediram hoje (8) a renúncia do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero. Para o grupo, que defende a profissionalização e a moralização do futebol brasileiro, é pouco provável que a confederação, sob a gestão de Del Nero, aprove medidas que tornem a modalidade esportiva mais democrática e transparente.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Em nota, o Bom Senso defendeu a convocação de novas eleições para escolher, até o fim do ano, uma nova diretoria para a CBF, entidade responsável pela implementação das propostas de mudanças estatutárias defendidas pelo grupo.

A iniciativa ocorre após as denúncias de corrupção que atingem alguns dos principais dirigentes da Federação Internacional de Futebol (Fifa).

Reeleito para o quinto mandato, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, renunciou depois que autoridades dos Estados Unidos e da Suíça acusaram dirigentes esportivos e empresários de cobrar propina ao negociar contratos de marketing, direitos de transmissão de jogos organizados pela Fifa e escolha de países-sede das duas próximas edições da Copa do Mundo (Rússia, em 2018, e Catar, em 2022).

De acordo com a nota do Bom Senso, “o torcedor, a comunidade do futebol e a sociedade brasileira cobram mudanças reais no modelo de gestão da CBF”.

Entre as mudanças defendidas pelo grupo, o destaque é a limitação de mandatos para a presidência da CBF. O Bom Senso defende somente uma reeleição. O grupo também reivindica democratização das instâncias de decisão da CBF, como o colégio eleitoral, a assembleia geral e os conselhos técnicos.

As lideranças do Bom Senso querem a garantia do direito proporcional de voto aos atletas, técnicos e gestores, além do direito a voto, na Assembleia Geral da CBF, para clubes de todas as divisões do campeonato brasileiro e banir do esporte envolvidos com escândalos de corrupção.

Em seu site, o Bom Senso explicou as razões das propostas de mudanças no futebol brasileiro. Segundo o grupo, mesmo com o rótulo de país do futebol, o Brasil ocupa hoje a 18ª posição no ranking da média de público que frequenta estádios, atrás dos Estados Unidos e da Austrália.

Segundo o Bom Senso, os clubes brasileiros devem bilhões à Previdência Social e à Receita Federal. Dos cerca de 20 mil atletas profissionais em atividade no Brasil, aproximadamente 16 mil recebem valores inferiores a dois salários mínimos, ou seja, menos de R$ 1.576 mensais. A maioria desses jogadores fica pelo menos seis meses desempregada por causa do tempo de inatividade dos pequenos clubes e pela ausência de um calendário nacional.

Procurada, a CBF não se pronunciou sobre o assunto até a publicação da matéria. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm