Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Município com mais casos de febre amarela reguistra nova morte no Rio

O município de Valença, localizado no sul do estado do Rio, registrou a sua sexta morte por febre amarela desde o início desse ano. A informação consta em boletim epidemiológico divulgado na quarta (7) pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ). A cidade é a que registra o maior número de casos e de óbitos pela doença em todo o estado. Foram 16 pessoas infectadas até o momento.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Valença faz divisa com Minas Gerais, estado que registra o maior número de mortes pela enfermidade em todo o Brasil. O segundo município fluminense que mais preocupa é Teresópolis, na região serrana, onde houve sete infecções, quatro das quais evoluíram para óbito. Em todo o estado do Rio são 50 casos da doença, dos quais 23 resultaram em morte. Os demais municípios que tiveram registro de óbito pela febre amarela são: Nova Friburgo (3), Rio das Flores (2), Sumidouro (2), Cantagalo (2), Miguel Pereira (1), Paraíba do Sul (1), Carmo (1) e Angra dos Reis (1).

Além das cidades mencionadas, pessoas foram diagnosticadas com a doença em Petrópolis, Duas Barras, Vassouras, Paty do Alferes e Maricá, mas sem mortes.

Transmissão
Causada por um vírus da família Flaviviridae, a febre amarela atinge humanos e macacos. No meio rural e silvestre, a doença é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes. Em áreas urbanas, o vetor é o Aedes aegypti, o mesmo da dengue, zika e chikungunya. No entanto, de acordo com o Ministério da Saúde, não há registro de febre amarela urbana no Brasil desde 1942. A principal medida de combate à doença é a vacinação, que é ofertada gratuitamente à população através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Mais uma vez, a SES-RJ esclareceu à população que os macacos não transmitem a febre amarela. De acordo com o órgão, os animais atuam na verdade como aliados que ajudam a mapear a doença e, na ausência deles, os humanos se tornam o alvo prioritário dos mosquitos.

Até o momento, cinco macacos encontrados mortos no estado tiveram diagnóstico confirmado para febre amarela. As ocorrências se dividem em cinco cidades: Niterói, Barra Mansa, Valença, Miguel Pereira e Angra dos Reis. Nesta última, um animal foi encontrado em Ilha Grande, que pertence ao município. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm