Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

IMA reconhece São João Batista do Glória como produtor de Queijo Minas Artesanal

São João Batista do Glória é uma pequena cidade de aproximadamente 7 mil habitantes e foi reconhecida como integrante da microrregião da Serra da Canastra para produção do Queijo Minas Artesanal (QMA).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A Portaria 1687 publicada pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) em 23 de dezembro de 2016 chancelou a cidade como a oitava integrante da Microrregião da Serra da Canastra, já composta pelos municípios de Bambuí, Delfinópolis, Medeiros, Piumhi, São Roque de Minas, Tapiraí e Vargem Bonita.

A partir de agora, toda queijaria instalada em São João Batista do Glória poderá se cadastrar ou se registrar no IMA para comercializar seus produtos em todo o estado com a denominação de QMA da Microrregião da Canastra.

“Após esse reconhecimento os produtores do município poderão cadastrar ou registrar a sua produção no IMA e expandir as vendas. Apenas na Microrregião da Canastra o IMA já cadastrou 45 queijarias”, disse a gerente de Inspeção do IMA, Patrícia Barros.

Ela explica que o proprietário da queijaria deve realizar todas as adequações de sua propriedade de acordo com a legislação vigente e fazer uma análise da água e do queijo até solicitar uma vistoria ao IMA. Cumprindo todas as exigências, o produtor terá sua queijaria habilitada e poderá futuramente continuar o processo de registro para vender em todo o país.

“Apenas as queijarias registradas pelo IMA e inseridas no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi/POA) poderão comercializar o queijo minas artesanal para outros estados do Brasil”, pondera Patrícia Barros.

Até a cidade ser firmada oficialmente como integrante da Microrregião da Canastra, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) elaborou um longo estudo avaliando e caracterizando a região em aspectos como clima, relevo, solo e geologia.

Apoio à agroindústria
Para o diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães, esse reconhecimento demonstra o apoio do IMA aos produtores da agroindústria familiar, ciente da sua importância como geradora de emprego e renda. “O queijo minas artesanal é uma iguaria mineira bastante apreciada e sua produção deverá ser sempre valorizada pela sua importância econômica e cultural”, disse.

Para o diretor de Planejamento, Gestão e Finanças do IMA, Sanzio Pereira Soares, “o próximo passo será a conscientização dos produtores com treinamentos que serão feitos por meio de parceria entre o IMA e a Emater-MG. Com isso, os produtores de queijo minas artesanal do município já podem se cadastrar ou se registrar no IMA para comercializar o item para todo o estado, aumentando seu mercado e agregando mais valor à iguaria” disse.

Tradição
O Queijo Minas Artesanal (QMA) é reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). O decreto 42645 de 2002 identifica como QMA o produto que apresenta consistência firme, cor e sabor próprios, massa uniforme, isenta de corantes e conservantes, com ou sem olhaduras mecânicas, confeccionado a partir do leite integral de vaca fresco e cru, retirado e beneficiado na propriedade de origem. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm