Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Após queda de viaduto, Brasília tem poucas retenções no trânsito

Marcelo Camargo/Agência Brasil

A interdição parcial do Eixão Sul devido ao desabamento na terça (6) de um viaduto na principal via de acesso à área central de Brasília teve pouco impacto no trânsito e não causou muito transtorno aos motoristas na primeira manhã após o acidente. Apenas alguns pontos apresentaram retenção, na altura dos desvios feitos pelo Departamento de Trânsito (Detran) com a ajuda do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

As áreas mais prejudicadas foram o Eixão Sul, fechado no sentido Norte-Sul, e o Eixo Auxiliar – conhecido como Eixinho L. Este último apresentou trânsito um pouco mais intenso do que o normal por ser a rota alternativa mais próxima ao Eixão.

O chamado Buraco do Tatu – ligação entre o Eixão Norte e o Eixão Sul – está interditado, e os motoristas da Asa Norte foram obrigados a contornar a parte inferior da rodoviária para chegar à Asa Sul. Nas demais vias sugeridas pelas autoridades de trânsito como alternativas para alcançar a área central do da cidade – L2 Sul, L4 Sul, e W3 Sul – o trânsito fluiu normalmente.

Interdição
A princípio, o Eixão Sul permanecerá interditado em alguns trechos até o dia 19 de fevereiro. Neste período, serão feitas perícias técnicas, limpeza da área e análise para recuperação do viaduto. O Detran informou que, caso necessário, outras interdições poderão ocorrer, a fim de garantir maior segurança e fluidez na via.

O governo do Distrito Federal (GDF) anunciou que está organizando um plano de mobilidade emergencial para garantir o menor transtorno possível à população. O plano de recuperação será elaborado por comissão composta de representantes de órgãos do governo, especialistas do Conselho Regional de Engenharia (Crea), do Clube de Engenharia e da Universidade de Brasília (UnB). Segundo o Crea, o trecho do viaduto deverá ser recuperado em cerca de seis meses.

Para hoje está prevista a visita, no local do desabamento, do engenheiro calculista Bruno Contarini, que integrou a equipe que projetou o viaduto nos anos 50. Ele vai participar da comissão de avaliação do plano de recuperação do viaduto. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm