Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Policiais de Minas passarão a integrar Força Nacional de Segurança

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Ministério da Justiça e o estado de Minas Gerais assinaram nesta terça (5) um acordo de cooperação que formaliza a participação das polícias mineiras na Força Nacional de Segurança (FNS). Minas era a única unidade da federação que ainda estava fora da tropa federal, criada em 2004. Durante a cerimônia de assinatura do acordo, o governador mineiro, Fernando Pimentel, ressaltou a importância da parceria, mas disse que ela será um “sacrifício” para o estado.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“Não tenho vergonha de dizer que é um sacrifício para nós da forma como está no convênio e como é para qualquer estado. Podemos chegar a ceder um número, diria, volumoso de quadros, que certamente fazem falta quando eles saem do estado. Mas, certamente, serão empregados em ações necessárias para o Brasil e é isso que conta, essa solidariedade que temos que ter entre nós”, disse Pimentel.

O governador reconheceu também haver um “atraso” na participação do estado na Força Nacional. “Somos o último estado a assinar esse convênio e tenho ciência que há um certo atraso nisso. Mas houve uma ponderação muito precisa da importância de Minas aderir e se tonar solidária ao Brasil inteiro na operação a Força Nacional de Segurança colocando, não só a Polícia Militar, mas as outras forças também, a Polícia Civil a Prisional, os Bombeiros, ou seja, todo o nosso corpo de segurança à disposição do Brasil na contingência que se faça necessária”.

Para o ministro da Justiça, Torquato Jardim, a participação de Minas Gerais da FNS é fundamental para o combate a diversos crimes. “A Força Nacional de Segurança sempre foi incompleta sem que Minas Gerais dela fizesse parte. De sorte que poder contar com a tradição, experiência, expertise da Polícia Militar de Minas Gerais é fundamental para o nosso trabalho. Seja pela história ou seja pela geografia”, disse o ministro.

“Minas Gerais é estratégico. Todos os fluxos de drogas, narcotráfico, armas, lavagem de dinheiro passam por Minas, pelas estradas, pelos canais, pelos rios”, acrescentou Jardim.

Convênio
A partir da assinatura do acordo de cooperação federativa nas áreas penitenciária e de segurança pública e serviços penitenciários, que tem duração de cinco anos, policiais civis e militares e bombeiros de Minas poderão servir à Força Nacional e atuar em situações de crise pelo país. Quando cedidos, os agentes de segurança são destacados das tropas, recebem treinamento em Brasília e ficam sob comando da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Em contrapartida, a União paga diárias aos policiais cedidos, além de fornecer equipamentos para os órgãos de segurança estaduais, como armas, coletes balísticos, viaturas e materiais de perícia. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm