Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Consulta pública vai identificar produtos e serviços para internet das coisas

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações lançou nesta terça (6) uma nova consulta para subsidiar o Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), que está em construção pelo governo federal. As contribuições serão usadas para mapear as empresas e instituições científicas e tecnológicas que ofertam tecnologias, produtos, serviços e soluções de IoT no Brasil.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

As empresas interessadas em participar da pesquisa deverão fornecer informações como a quantidade de empregados, os produtos criados, a qual setor as aplicações são destinadas. Já as instituições deverão informar suas competências em tecnologias aplicáveis a IoT, o número de projetos realizados e a quantidade de pesquisadores envolvidos em atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D).

O ministério já fez outras duas consultas públicas para colher sugestões para o plano e também está ouvindo investidores e pesquisadores internacionais sobre o assunto. Segundo o secretário de Política de Informática do Ministério, Maximiliano Martinhão, o objetivo é identificar tudo que já vem sendo feito nesse campo e o que precisa ser feito.

A previsão é que o plano fique pronto em setembro, depois da conclusão de um estudo contratado pelo governo em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que irá propor ações concretas para o setor.

IoT
A Internet das Coisas (em inglês, Internet of Things – IoT) é a rede de objetos que se comunicam e interagem de forma autônoma, via internet. Estima-se que já existam mais de 15 bilhões de dispositivos conectados à IoT em todo o mundo, incluindo smartphones e computadores. A previsão é que, em 2025, seja atingida a marca de 35 bilhões de dispositivos.

As aplicações são diversas e incluem desde o monitoramento de saúde, o controle de automação industrial, até o uso de dispositivos pessoais conectados. Com a IoT é possível, por exemplo, monitorar e gerenciar operações a centenas de quilômetros de distância, rastrear bens ou detectar mudanças na pressão sanguínea de um diabético. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm