Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Turistas poderão pagar taxa para entrar na União Europeia


A União Europeia vem discutindo, desde o ano passado, um novo sistema de vistos de entrada para turistas. Nesta quinta-feira (5), o Parlamento Europeu votará a lei e, caso seja aprovada, deverá ser formalmente adotada pelo Conselho Europeu. Isso significa que o sistema autorização de viagens estará operacional até 2021, quando os turistas não europeus isentos de visto terão de solicitar autorização na internet para visitar a Europa, a um custo individual de 7 euros.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O objetivo do Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (Etias – European Travel Information and Authorisation System, em inglês) é a segurança interna e o reforço das fronteiras externas da UE. O sistema deve contribuir para identificar e reduzir crimes e atos terroristas, além de impedir a migração irregular, diminuir tempos de procedimento de entrada nos países e melhorar a gestão das fronteiras.

A triagem servirá para identificar pessoas que possam representar risco antes que cheguem às fronteiras europeias. No entanto, segundo a eurodeputada húngara Kinga Gál, relatora do projeto, o Etias não deve ser um obstáculo para os viajantes comuns. “Será um processo fácil, uma verificação online antes de viajar para a UE”, disse Kinga Gál.

De acordo com o Parlamento Europeu, atualmente não há informação suficiente sobre os cidadãos de outros países que não precisam de visto para entrar na Europa, ficando o controle sob a responsabilidade de guardas de fronteiras, que muitas vezes não têm conhecimento sobre riscos de segurança, migratórios ou sanitários.

Completamente eletrônico, o sistema é destinado a visitantes de países que não precisam de visto para a zona Schengen. Atualmente, cidadãos de 62 países não pertencentes ao espaço Schengen, inclusive do Brasil, podem entrar na UE sem visto por até 90 dias. Estima-se que 39 milhões de visitantes isentos de visto vão a países da Europa em 2020.

O sistema eletrônico vai recolher dados pessoais como o nome, o tipo de documento de viagem, os dados biométricos (uma combinação de quatro impressões digitais e a imagem facial) e data e local de entrada e de saída e possíveis recusas de entrada. Serão também feitas uma série de perguntas básicas relacionadas com os antecedentes criminais e a presença em zonas de conflito.

A autorização custará 7 euros e será válida durante três anos, sendo gratuita para os menores de 18 e para os maiores de 70 anos. Além do uso para fins comerciais e de turismo, o novo sistema permitirá que as pessoas visitem os países da UE por motivos médicos e de trânsito. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm