Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Parceria entre Banco Mundial e governo do Paraná reduz mortalidade materna

Banco Mundial no Brasil/Divulgação

Uma parceria entre o Banco Mundial e o governo do Paraná fez a mortalidade materna cair 30% nos últimos seis anos no estado, chegando a 46,5 por 100 mil nascidos vivos. Além disso, 85% das grávidas paranaenses já sabem exatamente onde vão dar à luz. Esses são alguns dos principais resultados do programa Mãe Paranaense, que já recebeu investimentos de R$ 630 milhões em centros de saúde e capacitação dos profissionais. A informação é da ONU News.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Os investimentos fazem parte do Projeto de Desenvolvimento Multissetorial do Paraná, do Banco Mundial, que vai até novembro de 2019. Os próximos passos do Mãe Paranaense são levar esse atendimento a todas as grávidas e reduzir a mortalidade infantil para menos de 10 por mil nascidos vivos, um feito ainda inédito no Brasil.

O programa determina, conforme o risco da gravidez, onde a mulher fará o pré-natal e o parto. A estratificação de risco leva em conta diversos fatores, como estado de saúde da gestante, idade, escolaridade e raça. Segundo Debora Bilovus, coordenadora da rede Mãe Paranaense, o procedimento dá mais confiança às futuras mães e às equipes médicas, além de permitir melhor uso dos recursos.

“A gestante vai ser estratificada a cada consulta de pré-natal. Estratificar o risco dessa mulher é garantir que ela tenha um atendimento adequado e de qualidade de acordo com seu risco gestacional. A gente quer reduzir ao máximo o número de óbitos por causas evitáveis”, falou.

Independentemente do risco, contudo, as grávidas fazem no mínimo sete consultas e 23 exames. Para a auxiliar de limpeza Geisielen Ferreira, 33 anos, este é um acompanhamento mais rigoroso do que o recebido quando ela teve o primeiro filho, aos 15. Mesmo com uma gestação de alto risco, devido a uma trombose sofrida há quatro anos, ela se sente tranquila.

“No dia que eu vim para cá, fiquei internada aqui e vi o tratamento que a gestante tem no pré-parto, a tranquilidade… Esse medo que eu tinha já foi embora”, falou. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm