Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Com baixa adesão, dois estados prorrogam vacinação contra gripe

vacinagripe
Apesar de formalmente o Ministério da Saúde encerrar hoje (5) a campanha de vacinação contra a gripe, pelo menos dois estados – Roraima e São Paulo – prorrogaram a imunização.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A prorrogação ocorreu porque Roraima e São Paulo, assim como a maioria dos estados, não atingiram a meta de imunizar 80% das pessoas incluídas nos grupos prioritários.

O Distrito Federal (DF) ultrapassou a meta: vacinou 89% do público-alvo. O DF, como ainda tem vacinas no estoque, vai continuar imunizando quem está no grupo prioritário e ainda não foi imunizado.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo decidiu orientar os municípios paulistas a prorrogarem a campanha até a próxima sexta-feira (12). O mais recente balanço da pasta, de quarta-feira (3), indica que os municípios paulistas imunizaram 7.593.485 pessoas, enquanto a meta era chegar a 11,8 milhões de pessoas vacinadas.

A secretaria se diz preocupada com o grupo das gestantes: apenas 258.610 gestantes foram imunizadas, quando a meta é chegar a 458.274. De acordo com o órgão, a vacinação das grávidas também imuniza o bebê até os seis meses de vida.

Em Roraima a campanha vai até 19 de junho. Os dados da Secretaria de Saúde do estado mostram que, das 146.408 pessoas incluídas no público-alvo, 84.898 foram imunizadas, o que equivale a 57, 99% de vacinação.

No Distrito Federal o grupo prioritário chega a 608.882 pessoas, das quais 523.452 foram imunizadas. No entanto, dentro dos grupos prioritários a meta ainda não foi atingida entre as crianças de seis meses a cinco anos incompletos, as gestantes e as mulheres com até 45 dias pós-parto. Estes grupos alcançaram, respectivamente, 67,8%, 72,1% e 73,1. De acordo com a Secretaria de Saúde, as vacinas ficarão disponíveis nos postos até que todas as metas sejam atingidas.

Balanço nacional do Ministério da Saúde indica que, até terça-feira (2), 34 milhões de pessoas foram vacinadas, o que corresponde a 68,5% do público-alvo. A meta é vacinar, pelo menos, 80% do público prioritário, formado por 49,7 milhões de pessoas, consideradas com risco de desenvolver complicações causadas pela doença.

Os grupos prioritários para a imunização são mulheres até 45 dias depois do parto, idosos, trabalhadores da saúde, crianças de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes, indígenas, presos, trabalhadores do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas. Até o momento, o único grupo que já atingiu a meta é o das mulheres que tiveram filho recentemente, com 88% de cobertura.

Segundo o balanço, quatro estados atingiram a meta: Amapá (86,8%), Paraná (81,5%), Espírito Santo (80,68%) e Santa Catarina (80,65%). Entre as regiões do país, a maior cobertura de vacinação foi no Sul, com 4,7 milhões de doses administradas, o que representa 79,6% do público-alvo.

O Ministério da Saúde informa que a vacina contra influenza é segura e eficaz na prevenção de complicações e casos graves de gripe. Segundo a pasta, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Apenas pessoas que tenham alergia severa a ovo, que tenham doença neurológica ativa e que já tiveram alguma reação alérgica anteriormente ao tomar a vacina, não poderão ser imunizadas. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm